PUBLICIDADE
Topo

Torcedor do Palmeiras xinga Bolsonaro, é agredido e retirado de setor

Jair Bolsonaro fala com a imprensa antes de Palmeiras x Botafogo, no Pacaembu - Gabriel Carneiro/UOL
Jair Bolsonaro fala com a imprensa antes de Palmeiras x Botafogo, no Pacaembu Imagem: Gabriel Carneiro/UOL

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

12/10/2019 22h34

Um torcedor do Palmeiras não identificado xingou Jair Bolsonaro durante o jogo contra o Botafogo, hoje (12), no estádio do Pacaembu, pelo Brasileirão. O palmeirense foi hostilizado e levou até mesmo um tapa de outros torcedores que estavam por perto e são apoiadores do presidente da República.

Dois policiais militares o conduziram o torcedor a outro setor do estádio.

Torcedor gritou contra Jair Bolsonaro durante Palmeiras x Botafogo, causou confusão e foi retirado do local pela polícia - Gabriel Carneiro/UOL
Torcedor gritou contra Jair Bolsonaro durante Palmeiras x Botafogo, causou confusão e foi retirado do local pela polícia
Imagem: Gabriel Carneiro/UOL

Bolsonaro chegou ao Pacaembu cerca de uma hora antes do jogo, concedeu entrevista e depois se acomodou na antiga arquibancada numerada coberta do estádio, de cor azul. Ele está acompanhado de grande comitiva, que conta com o ministro do meio-ambiente, Ricardo Salles, e o deputado federal Hélio Lopes. Ele rejeitou se acomodar em camarotes do estádio e assistiu junto com torcedores comuns.

Durante o primeiro tempo, o presidente bebeu copos de água e comeu petiscos, como pipoca e chocolate. No intervalo, levantou-se do assento e circulou entre torcedores para tirar fotos e gravar mensagens. Houve alguns coros de "mito", e foi justamente quando o torcedor xingou: "Ei, Bolsonaro, vai tomar no c...". A reação de outros torcedores próximos foi imediata.

Foi feita uma operação especial pra receber o presidente no Pacaembu, com detector de metais na entrada do setor em que ele ficou e vários policiais, inclusive a paisana, espalhados pelas arquibancadas próximas e área de imprensa.

Jair Bolsonaro deixou o Pacaembu junto com sua comitiva aos 35 minutos do segundo tempo. Ele saiu aos gritos de "Thiago, Thiago", porque no mesmo momento o volante Thiago Santos deixava o jogo para a entrada de Matheus Fernandes.

Palmeiras