Topo

Brasileirão - 2019


Goiás bate CSA com gol de Michael e vira melhor time do returno

Do UOL, em São Paulo

12/10/2019 18h57Atualizada em 13/10/2019 09h54

O Goiás bateu o CSA por 1 a 0 nesta tarde no Serra Dourada, em Goiânia. Em tarde inspirada, Michael marcou o gol que deu os três pontos para a equipe de Ney Franco. O resultado manteve a boa fase do Goiás desde a chegada do treinador.

Com a vitória, o Esmeraldino chegou à quinta vitória nos últimos seis jogos no Campeonato Brasileiro e tornou-se a melhor equipe do returno. Somente o Flamengo pode passar a equipe goiana em soma de pontos desde a vigésima rodada. O Goiás chega à nona colocação do Brasileirão, ultrapassando o Athletico Paranaense, que joga amanhã. Já o CSA, permanece fora da zona da degola com a derrota e torce para um tropeço do Ceará para não voltar à zona de rebaixamento.

Agora, Goiás e CSA voltam a entrar em campo pelo Campeonato Brasileiro na quarta-feira e os dois jogam em casa. O Goiás recebe o Corinthians no Serra Dourada, enquanto o CSA enfrenta o Atlético Mineiro em Alagoas.

QUEM FOI BEM: MICHAEL

O atacante que é uma das sensações do Goiás na temporada foi o jogador mais agudo da equipe na partida. Desde o início do jogo, buscou o drible e o gol a todo instante. Bagunçou a defesa do CSA, teve ótimas chances e foi premiado com o gol que deu a vitória para o time goiano.

QUEM FOI MAL: O SISTEMA OFENSIVO DO CSA

O CSA criou pouquíssimas chances nesta tarde em Goiânia. As melhores vieram de bolas paradas ou chutes de fora da área. Isso deixou claro a dificuldade da equipe de Alagoas em criar oportunidades de gol.

ATUAÇÃO DO GOIÁS:

Jogando em casa, o Goiás iniciou a partida cauteloso, mas logo colocou a bola no chão e controlou a partida. Apesar de ter melhores lances, a equipe esmeraldina quase não conseguiu encontrar o caminho do gol na primeira etapa e marcou o gol no finalzinho. Teve um bom volume de jogo, com muitas chances em bolas paradas e com Michael, que abriu o placar para a equipe de casa.

Na segunda etapa, o Goiás se aproveitou da vantagem e se propôs a defender, explorando mais os contra-ataques. Os esmeraldinos também ensaiaram uma maior pressão na saída de bola do adversário, mas o forte calor em Goiânia deixou a tarefa um pouco mais difícil. Apesar de ser a proposta da equipe de Ney Franco, o Goiás pouco conseguiu criar quando saiu em velocidade nos primeiros minutos do segundo tempo. No fim do jogo, a equipe goiana apenas controlou a partida, para garantir mais uma vitória nesse segundo turno.

ATUAÇÃO DO CSA:

O CSA conseguiu cumprir bem seu papel de se defender durante quase todo o primeiro tempo. Limitado a tentar não sofrer gols, a equipe de Alagoas pouco apareceu no ataque. Quando apareceu, foi pouco perigoso. Acabou levando um gol no final do primeiro tempo, o que obrigou a equipe a mudar de postura na segunda etapa.

A equipe de Alagoas iniciou o segundo tempo buscando mais o jogo. Com mais posse de bola, esbarrou na pouca criatividade do seu sistema ofensivo. Com poucas chances criadas coma bola rolando, restou a bola parada para os alagoanos. Foi assim que a equipe foi mais perigosa e quase chegou ao gol de empate, com duas bolas cruzadas depois de uma falta e um escanteio no início da segunda etapa. Apesar do esforço, a equipe de Argel Fucks não conseguiu empatar a partida.

HISTÓRIA DO JOGO:

O jogo iniciou com pouca velocidade para ambos os lados. O Goiás, embora tentasse jogar com a bola no chão, esbarrou nas linhas muito bem fechadas da equipe de Alagoas. O CSA, por sua vez, abusou nas bolas longas nos primeiros minutos de jogo, levando pouco perigo à meta de Tadeu.

As melhores chances do Goiás no primeiro tempo vieram dos pés de Michael, que teve duas boas chances de abrir o placar e fez muita fumaça pela ponta esquerda. Tanto tentou que foi ele quem abriu o placar para o esmeraldino. Michael recebeu a bola na entrada da área e, contando com uma ajuda do goleiro Jordi que saiu mal, só completou para o gol.

No segundo tempo, o CSA acordou para o jogo e saiu para buscar o empate. Parou por duas vezes em excelentes defesas de Tadeu, mas mostrou que poderia chegar ao primeiro gol no jogo.

Passada a pressão inicial dos alagoanos, a partida ficou morna. Com muitas faltas, as chances do jogo vieram de bolas paradas e cruzamentos excessivos para a área dos dois times. O Goiás segurou até o fim e saiu com os três pontos.

"MICHAEL É SELEÇÃO"

Em ótima fase, o atacante Michael foi o mais prestigiado pela torcida do Goiás durante todo o jogo. No fim da partida, os esmeraldinos cantaram em alto e bom som pedindo o jogador na seleção. Se não a principal, aos 23 anos, Michael teria idade para, quem sabe, integrar a seleção olímpica.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 1 x 0 CSA

Campeonato Brasileiro - 25ª rodada
Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Auxiliares: Sidmar dos Santos Meurer (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Cartões amarelos: Thalles e Fábio Sanches (Goiás); Bruno Alves, Jarro Pedroso e Carlinhos (CSA)
Público pagante e renda: 7.420, R$ 94.115,00
Gol: Michael aos 44 do primeiro tempo
Goiás: Tadeu, Yago Rocha, F. Sanches, Rafael Vaz, Jefferson, Yago Felipe, Thalles (Marcelo Hermes), Gilberto, L. Barcia (Papagaio), Michael, Rafael M (Dudu)
CSA: Jordi (João Carlos), Celsinho, Ronaldo Alves, Luciano Castán, Carlinhos, Naldo, Jean Kléber, Jonatan Gómez, Bruno Alves, Héctor Bustamante (Jarro Pedroso), Alecsandro (Alison Safira)
Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado inicialmente na matéria, o CSA terminou a partida fora da zona do rebaixamento. O erro foi corrigido.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.