PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Renê Júnior volta após mais de um ano e já vive expectativa por Majestoso

Volante de 30 anos está no Corinthians desde o início de 2018, mas tem só 13 jogos e um gol marcado - Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Volante de 30 anos está no Corinthians desde o início de 2018, mas tem só 13 jogos e um gol marcado Imagem: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

11/10/2019 12h15

Resumo da notícia

  • Duas cirurgias no joelho esquerdo tiraram volante de ação por 446 dias
  • Renê voltou a ser usado ontem, por 23 minutos do empate com o Athletico-PR
  • Controle de bola e qualidade no passe podem fazê-lo ter mais chances agora
  • Há possibilidade de mudanças no time para enfrentar o São Paulo, e ele é candidato

O volante Renê Júnior voltou a jogar pelo Corinthians ontem, após 446 dias em recuperação de duas cirurgias no joelho esquerdo. Ele entrou no lugar de Ramiro aos 26 minutos do segundo tempo e cumpriu bem sua função no empate em 2 a 2 com o Athletico-PR, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. À disposição do técnico Fábio Carille, ele vive a expectativa de ter uma chance no domingo, no clássico contra o São Paulo, no Morumbi.

A chance para o camisa 8 pode pintar se Carille decidir mexer no time. Ele entraria na vaga de Ramiro para atuar mais próximo de Ralf ou no lugar de Boselli ou Vagner Love, se a opção for uma formação mais conservadora no Majestoso. Ontem, Renê Júnior disse que espera oportunidades nesta reta final de temporada.

"Preciso de uma sequência de jogos. O time está bem, vindo de dois bons resultados fora de casa. Sei a forma como o Carille pensa, mas preciso de confiança. Quero entrar, quero ajudar e aproveitar o máximo possível as oportunidades que eu tiver", contou o volante de 30 anos, que mal acreditou no retorno ao time justamente por causa do longo tempo parado.

Até pelo tempo sem estar na ativa, quando ele (Carille) me apontou, sinalizando que eu ia entrar, perguntei duas vezes para ter certeza se era eu mesmo (risos).

"Passa um filme na cabeça de tudo o que passei nessa recuperação. Tive momentos difíceis. Procuro pensar o mínimo no passado, no que aconteceu. Quero pensar no futuro, quero ajudar ao máximo o Corinthians e me firmar cada vez mais (...) Achei que suportei bem, acima da expectativa. Espero ter uma sequência para melhorar fisicamente, ganhar minutos em campo e sei que tecnicamente ainda tenho muito o que melhorar", relatou Renê Júnior.

Segundo Carille, Renê Júnior entrou contra o Athletico-PR para ajudar o time a controlar mais a bola no meio-campo e melhorar a qualidade do passe em um jogo que o Corinthians era pressionado. Ele é visto como segundo volante, para atuar uma linha acima de Ralf, e tem chances de pintar no clássico justamente por estas características.

Corinthians