Topo

Como Jucilei pode se encaixar no estilo de jogo de Diniz no São Paulo

Volante volta a fazer parte do elenco tricolor seis meses após sua última partida oficial - Marcello Zambrana/AGIF
Volante volta a fazer parte do elenco tricolor seis meses após sua última partida oficial Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

11/10/2019 04h00

Um primeiro volante alto e forte, de bom entendimento tático e capaz de fazer a saída de bola. No currículo de Jucilei, algumas características que ajudam a agradar Fernando Diniz e buscar espaço no São Paulo. Após três meses afastado do elenco, o jogador foi reintegrado nesta semana e já recebeu até elogios do treinador.

"Ele me agrada muito tecnicamente", disse Diniz em entrevista coletiva na quarta-feira (9). De fato, Jucilei tem condições de contribuir com o jogo de troca de passes que é a marca registrada do técnico e já começa a dar as caras no São Paulo. No Brasileirão de 2018, o último em que teve jogos como titular, o volante teve seus melhores números justamente no toque de bola.

Jucilei deu 1.088 passes no último Brasileirão (o 2º melhor do São Paulo) e liderou o time na média de acertos por jogo (39). A eficácia não acompanhou a solidez dos números absolutos (apenas 91.6% de acerto), mas suas características podem lhe render chances com Fernando Diniz. Em 2018, o volante também foi o segundo que mais desarmou (62) - os dados são do Footstats.

Em declaração elogiosa a Jucilei, Diniz falou nesta semana que "sempre gostou do jogador" e que suas condições físicas são boas. Mas a aprovação não significa vaga certa no time, afinal o volante passou muito tempo longe e agora precisa reconquistar o tempo de bola, o ritmo e talvez até o entrosamento com os companheiros.

Jucilei não entra em campo desde a finalíssima do Paulistão, há quase seis meses. Ele soma apenas 402 minutos na temporada e estava afastado do elenco desde a parada da Copa América. O volante chegou a recolher seus pertences do CT da Barra Funda e ir treinar por conta própria na cidade do Rio de Janeiro, mas não recebeu propostas satisfatórias e retornou ao clube.

São Paulo