Topo

Rodriguinho fará outra cirurgia e não jogará mais pelo Cruzeiro em 2019

Rodriguinho chegou no início do ano, fez boas partidas no estadual, mas caiu de produção e se lesionou no início do Brasileirão - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Rodriguinho chegou no início do ano, fez boas partidas no estadual, mas caiu de produção e se lesionou no início do Brasileirão Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

10/10/2019 12h27

O pesadelo do Cruzeiro não tem fim. Esperança do torcedor para melhoras os resultados em campo, o meia Rodriguinho já havia retornado aos treinamentos com o elenco, mas terá que passar por outra cirurgia. A nova intervenção impedirá que o jogador retorne aos gramados nesta temporada.

"O Rodriguinho estava reintegrado ao grupo, realizando atividades em campo, inclusive, mas se queixou de muitas dores especialmente quando fazia finalizações, dores estas que ele não havia apresentado anteriormente em nenhum quadro. Desta forma, ele foi encaminhado ao especialista que fez a sua cirurgia para uma avaliação. Após a realização de novos exames, foi detectada uma alteração ao nível da coluna lombar, que não tem nada relacionado com a primeira cirurgia. A partir daí, foi indicada uma intervenção no local", explicou o médico Sérgio Campolina, chefe do departamento médico celeste.

Rodriguinho não joga desde o dia 26 de maio, contra a Chapecoense, ainda no primeiro turno. Desde então, ele foi operado e tinha previsão de retornar entre oito a doze semanas. Por coincidência, a Chape será o próximo adversário do Cruzeiro e a expectativa do torcedor era de ver o meia pelo menos entre os suplentes de Abel Braga.

Após a partida de ontem (9), no empate de 0 a 0 contra o Fluminense, Abel Braga foi perguntado sobre a situação do atleta e deu um primeiro indício de que o cenário não era nada bom. Abel não mostrou confiança no retorno breve do atleta e solicitou que os médicos do clube informassem sobre as condições do meia. Agora, o treinador permanecerá com Robinho e Thiago Neves como principais responsáveis por criar as jogadas de gol do Cruzeiro, problema que vem já incomodando demais a torcida. Nos últimos oito jogos, a equipe só marcou três gols, todos de pênalti.