Topo

Seleção Brasileira


Estreante em seleção, Santos usa Dida e Taffarel como inspirações

Santos, do Athletico, defenderá a seleção brasileira nos próximos dias - Pedro Martins/Mowa Press
Santos, do Athletico, defenderá a seleção brasileira nos próximos dias Imagem: Pedro Martins/Mowa Press

Do UOL, em São Paulo

08/10/2019 09h31

Convocado para a seleção brasileira pela primeira vez, Santos contou que tem Dida e Taffarel como as suas principais inspirações para virar um goleiro. Aos 29 anos, ele vive o sonho de ter ouvido seu nome da boca de Tite na última convocação.

Destaque do Athletico nos últimos anos, ele não deve ter chance de entrar nas partidas e tenta impressionar a comissão técnica nos treinos preparatórios para os jogos contra Senegal e Nigéria, marcados para os próximos dias 10 e 13 em Cingapura.

"Era ele (Dida) que eu costumava ser quando criança. Eu tenho ele como espelho, porque é um cara que tem uma carreira vitoriosa, um exemplo a ser seguido", disse o goleiro em coletiva de imprensa na madrugada desta terça-feira no horário de Brasília.

"O 'sai que é sua Taffarel' também é emblemático. Todo moleque que sonha em ser goleiro já ouviu. Ele é uma referência para todos, um exemplo para a molecada. Agora, aqui, eu cheguei e só cumprimentei. Eu cheguei doido para trabalhar", explicou.

O primeiro contato de Santos com Taffarel já existiu há algum tempo. Na época, o goleiro do tetra visitou o CT do Athletico para conversar com Weverton, hoje no Palmeiras e, naquela época, escolhido para defender a meta da seleção olímpica.

"Eu conversei com o Weverton no dia da convocação. Ele me mandou mensagem de parabéns. Vai ser muito legal estar com ele e colhendo o que a gente plantou lá atrás", finalizou.

Mais Seleção Brasileira