Topo

Futebol


Santos vê três expulsões em três jogos, e instabilidade atrapalha Sampaoli

Fernanda Luz/AGIF
Imagem: Fernanda Luz/AGIF

Do UOL, em São Paulo

06/10/2019 04h00

A vitória por 1 a 0 diante do Vasco, fora de casa, faz com que o Santos retome a confiança e continue almejando o título do Campeonato Brasileiro. No entanto, apesar do importante resultado obtido neste sábado (05), a equipe ainda não conseguiu lidar com o excesso de cartões amarelos e vermelhos, um dos principais obstáculos do time nesta edição do Campeonato Brasileiro.

A expulsão do meia Evandro, no fim do duelo diante dos cariocas, fez com que o clube chegasse à marca negativa de três partidas consecutivas com um jogador expulso, já que o peixe também teve um atleta retirado do jogo por cartão nos duelos diante do CSA (Lucas Veríssimo) e do Fluminense (Marinho).

Até o momento, são seis cartões vermelhos só nesta edição do Campeonato Brasileiro (10 durante toda a temporada), além de uma média de aproximadamente 2,5 amarelos por partida, um número que pode até não ser dos mais altos comparados a outros adversários, mas o suficiente para gerar instabilidade no plantel e atrapalhar os treinamentos do técnico Jorge Sampaoli.

Além de ter que lidar com eventuais lesões e ter que conviver com idas de jogadores estrangeiros às suas respectivas seleções em datas Fifa, o comandante argentino mal consegue repetir a escalação em partidas consecutivas por causa do número excessivo de cartões.

Para se ter uma ideia, dentro todos os 20 times da Série A, apenas o Fluminense tem mais expulsões durante o Campeonato Brasileiro (oito) e durante a temporada deste ano (12) do que o Santos.

O próximo jogo do Santos será contra o rival Palmeiras, um dos rivais na luta pelo título do principal título nacional, e os três pontos são fundamentais para o clube praiano não ver a segunda colocação mais distante e para que o time evite um momento conturbado no final desta temporada.

Mais Futebol