Topo

Flamengo 'manda' na partida e vence Chapecoense na Arena Condá

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

06/10/2019 12h57

Por, pelo menos, mais uma rodada, o Flamengo mantém a vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro. A equipe rubro-negra foi à Arena Condá encarar a Chapecoense e, em partida em que soube se impor, venceu por 1 a 0, com gol de Bruno Henrique. O atacante balançou a rede ainda no primeiro tempo.

Com a vitória, o time da Gávea chegou aos 52 pontos. Já a Chape, permanece com apenas 15, ocupando a lanterna da competição. Na próxima rodada, a Chepecoense visita o Fortaleza, enquanto o Flamengo recebe o Atlético-MG.

Hoje tem gol do... Bruno Henrique

O atacante Bruno Henrique teve a missão de ocupar a vaga de Gabigol, artilheiro do Brasileiro. O camisa 9 estava suspenso para este jogo, mas, em breve, estará à disposição da seleção brasileira.

Bruno Henrique foi bem e fez o gol que abriu o caminho para o triunfo rubro-negro, mostrando que pode fazer a função de "homem-gol" quando necessário.

Quem foi bem - Gerson

Gerson foi um dos nomes do Flamengo na partida. O jogador, que pareceu se multiplicar em campo, comandou o meio rubro-negro e conseguiu ditar o ritmo da equipe, que imprimiu muita intensidade.

Quem foi mal - Bryan

O lateral-direito Bryan não teve uma atuação vistosa. O jogador teve algumas falhas na marcação e na saída de bola - em uma delas, quase que o Flamengo chegou ao gol -, e, nas poucas vezes que conseguiu ir ao ataque, não foi muito efetivo.

Chapecoense acuada e sem recursos

Apesar de jogar em casa, a Chapecoense teve uma atuação apagada. Acuada no campo de defesa, a equipe demonstrava certa desorganização do meio de campo, o que dificultou a saída de bola e, consequentemente, fez com que pouco chegasse ao campo de ataque. Quando saiu do campo de defesa, o time falhou no "último passe".

No segundo tempo, com algumas mudanças, o time melhorou e esteve um pouco mais tempo no campo ofensivo, aproveitando também que o adversário diminuiu o ritmo. Porém, ainda assim, falhou na construção das jogadas.

Flamengo 'massacra' e segura após queda de ritmo

O técnico Jorge Jesus colocou em campo um time com mudanças, uma vez que não podia contar com o lateral-esquerdo Filipe Luis e o meia Arrascaeta, lesionados, e o atacante Gabigol, suspenso. Renê atuou na ala, Reinier no meio e Vitinho no ataque, com Bruno Henrique passando a ser referência.

A equipe começou com muita intensidade, marcando forte no campo de ataque e "mandando" no jogo. Na etapa inicial, principalmente, o setor ofensivo funcionou e diversas chances de gol foram criadas.

No decorrer do segundo tempo, apesar de manter a superioridade, o time diminuiu um pouco o ritmo e viu a Chape chegar um pouco mais ao ataque, mas conseguiu assegurar o triunfo.

Cronologia do jogo

Mesmo fora de casa, o Flamengo soube se impor diante da Chapecoense e a etapa inicial foi quase um "ataque contra defesa". Com os setores bem posicionados, a equipe do técnico Jorge Jesus pressionava a saída de bola e praticamente não deixava os donos da casa jogarem.

Com mais posse de bola e conseguindo trocar passes, as oportunidades de gol foram aparecendo, principalmente com Bruno Henrique, que ocupou a vaga do suspenso Gabigol como referência no ataque. E foi justamente ele - que já havia carimbado a trave - quem abriu o placar ainda no primeiro tempo. O camisa 27 aproveitou cruzamento e, de cabeça, balançou a rede.

No começo do segundo tempo, o panorama não mudou muito e o Flamengo continuava "em cima" da Chape, criando chances. Porém, apesar de as substituições feitas pelo técnico Marquinhos Santos não terem surtido efeito logo de imediato, aos poucos, acarretaram em melhora, mesmo que tímida. A Chape, principalmente usando a velocidade pelo lado direito, conseguiu chegar ao ataque e, em um lance que terminou em finalização de Régis, quase chegou ao empate.

O Flamengo também mudou, alterou a cara do time e não viu o entrosamento se repetir na reta final do duelo. O zagueiro Pablo Marí ainda carimbou a trave, ao aproveitar cruzamento pela direita.

Com a partida se caminhando para o apito final, a Chape se lançou ao campo de ataque como pôde e tentava aproveitar os espaços deixados pelo Fla. Uma cabeçada de Everaldo até fez a torcida ter expectativa, mas Diego Alves fez a defesa.

Entrou e saiu

O atacante Berrío, que entrou no segundo tempo do jogo, foi substituído nos minutos finais. O jogador saiu de campo mancando. Para se encaminhar ao vestiário, teve de receber ajuda dos companheiros.

Novo uniforme

A Chapeconese estreou o novo uniforme número 3 na partida de hoje. A camisa, em um tom verde-menta, tem alguns desenhos geométricos.


Lote extra de ingressos para os rubro-negros

Com a grande procura por ingressos por parte da torcida do Flamengo, que esgotou rapidamente as entradas para a Arquibancada Sul, a Chapecoense abriu uma exceção e disponibilizou uma carga extra para os rubro-negros, que ocuparam também parte da Ala Leste.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 0 x 1 FLAMENGO

Data/Hora: 6/10/2019, às 11h (de Brasília)
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Rodrigo Ricardo Simon Manis (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Gols: Bruno Henrique, aos 34 minutos do primeiro tempo;

Cartões amarelos: Elicarlos
Cartões vermelhos: -.

Chapecoense:
Tiepo, Bryan, Douglas, Rafael Pereira e Roberto; Márcio Araújo, Elicarlos, Gustavo Campanharo (Vini Locatelli) e Régis (Arthur Gomes); Everaldo e Renato Kayzer (Camilo); Técnico: Marquinhos Santos

Flamengo
Diego Alves, Rafinha, Pablo Marí, Rodrigo Caio e Renê; Willian Arão, Gerson e Everton Ribeiro e Reinier (Berrío) (Lucas Silva); Vitinho (Piris) e Bruno Henrique. Técnico: Jorge Jesus

Flamengo