Topo

"Ninguém ficou contente com o empate", diz zagueiro do Grêmio

David Braz não gostou do resultado no jogo de ida da final da Libertadores, ontem - Jeferson Guareze/AGIF
David Braz não gostou do resultado no jogo de ida da final da Libertadores, ontem Imagem: Jeferson Guareze/AGIF

Do UOL, em Porto Alegre

03/10/2019 18h01

O zagueiro David Braz rejeitou a possibilidade dos jogadores do Grêmio terem ficado contentes com o empate contra o Flamengo, ontem, em jogo de ida da semifinal da Libertadores. Mesmo saindo atrás e com uma série de gols anulados do rival, os gaúchos queriam a vitória.

"Ninguém ficou contente com o empate. Ficamos chateados pelo nosso primeiro tempo, fomos cobrados, nos cobramos, e para os próximos jogos também, para o Brasileiro. Vamos encontrar times fortes e que tentarão dificultar nosso trabalho. Não ficamos contentes com o resultado. Saímos atrás no placar, então empatamos e não saímos derrotados, o que seria pior. Mas agora a decisão fica para o Maracanã", disse em entrevista coletiva na reapresentação dos jogadores.

O elenco do Grêmio se dividiu. Enquanto os jogadores que atuaram a maior parte do tempo contra o Fla permaneceram nos vestiários, os demais realizaram uma atividade no campo do CT Luiz Carvalho, na tarde de hoje.

A pauta ainda era o empate em 1 a 1 na Arena, que deixou o Tricolor precisando vencer, ou empatar desde que marque dois ou mais como visitante, para avançar na Libertadores.

"Esperávamos o Flamengo forte, tentando envolver nosso time. Eles vêm num bom momento, fazendo isso no Brasileiro. O que eu não esperava era a gente não conseguir fazer o nosso jogo. Aquilo que todos estão acostumados a ver o Grêmio fazer. No primeiro tempo não conseguimos fazer isso, todos estamos conscientes. Fomos cobrados no intervalo e melhoramos no segundo tempo. No nosso melhor momento acabamos tomando o gol. Mas não nos abatemos, continuamos tentando e no final conseguimos empatar", disse.

O compromisso de volta está marcado para dia 23, no Rio de Janeiro.

"O Grêmio tem sua força mesmo na dificuldade. Mostramos isso, temos tradição na competição, e sempre foi assim. Nossa primeira fase foi difícil, depois passamos pelo Libertad, ganhamos do Palmeiras fora, sei que o torcedor não quer, nem nós queremos, essa dificuldade e emoção, mas a competição é difícil. Que seja como foi nas outras fases. Na emoção, mas que o Grêmio passe", finalizou.