PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Renato começou trajetória de idolatria no Grêmio em final contra o Flamengo

Reprodução/Grêmio
Imagem: Reprodução/Grêmio

Jeremias Wernek e Leo Burlá

Do UOL, em Porto Alegre

02/10/2019 12h00

Renato Gaúcho povoa o imaginário dos torcedores do Grêmio, é lembrado pelo jogo na final do Mundial contra o Hamburgo, em 1983, e agora como treinador vitorioso. Mas a trajetória do ex-camisa 7 e atual técnico do clube gaúcho começou no Campeonato Brasileiro de 1982. Um título decidido contra o Flamengo, adversário de hoje (2), na semifinal da Libertadores.

Grêmio e Flamengo se enfrentam às 21h30 (horário de Brasília), em Porto Alegre.

É verdade que Renato estreou pelo Grêmio em 1980, no dia 15 de junho, mas à época o ídolo era apenas um jovem egresso do interior e longe de conquistar a confiança da comissão técnica. As oportunidades começaram a se tornar rotina dois anos depois.

Em 1982, sob o comando de Ênio Andrade, o Grêmio chegou à final do Brasileirão e encarou o Flamengo. O título foi decidido em três jogos e Renato foi titular na derradeira partida, no estádio Olímpico. As memórias do ex-atacante são fartas em relação à campanha.

A partida no Rio de Janeiro terminou 1 a 1 e em Porto Alegre foi 1 a 0. O jogo no estádio Olímpico ficou marcado por lance em que Andrade salvou conclusão do Grêmio em cima da linha com auxílio do braço.

"O Flamengo não foi campeão nesse jogo aí", comentou Renato em entrevista ao Canal do Zico, no YouTube. "Venceu o título quando você empatou o jogo no final, no Maracanã. Eu estava começando e lembro desse jogo", acrescentou.

"Se o Bernardinho tivesse visto o Andrade, teria convocado ele para a seleção de vôlei. Ou você não lembra do que ele fez?", brincou Renato. "Foi o Raul, foi o Raul", retrucou Zico.

O Flamengo acabou ficando com o título do Brasileiro de 82 ao ganhar o terceiro e derradeiro jogo por 1 a 0, no Olímpico, com gol de Nunes.

O título brasileiro em 1981 e o vice na temporada seguinte ajudaram a forjar o elenco que em 1983 conquistaria a Libertadores e depois venceria o Mundial de Clubes no Japão. A trajetória de Renato passou por um Grêmio e Flamengo disputado há 37 anos.

Futebol