Topo

Ceni: "Perdi direito de falar de troca de técnicos quando saí do Fortaleza"

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

01/10/2019 12h11

Resumo da notícia

  • Ceni disse que perdeu o direito de opinar sobre troca de técnicos após deixar Fortaleza
  • Técnico deu a declaração após ser questionado sobre a dança das cadeiras
  • Rogério Ceni deixou o Fortaleza em agosto para acertar com o time mineiro
  • Treinador durou apenas oito jogos no Cruzeiro e foi demitido na semana passada
  • Ceni aceitou o convite para voltar ao Fortaleza e reestreou com vitória

Rogério Ceni reestreou no comando do Fortaleza na noite de ontem (30) com vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, na Arena Castelão. Ele retornou ao clube tricolor depois de ser demitido do Cruzeiro na semana passada, e foi bem sincero ao ser questionado por um repórter sobre a dança das cadeiras dos técnicos que aconteceu no fim da semana passada.

Segundo Rogério Ceni, ele perdeu o direito de opinar sobre o tema depois que deixou o Fortaleza no meio do contrato para assumir o clube celeste.

"Honestamente, quando eu optei trocar o Fortaleza pelo Cruzeiro, eu perdi o direito de falar. Eu tinha o direito de falar enquanto fui treinador do São Paulo até o final do meu contrato e quando eu era treinador do Fortaleza. A partir do momento que eu faço uma escolha de sair do Fortaleza no meio da temporada, eu perco o direito de cobrar qualquer coisa", afirmou Rogério Ceni.

"Cada clube trabalha de uma maneira. Eu acho ruim, mas repito. Quando você toma uma decisão que entra num lugar um pouco mais comum, você perde o direito de poder opinar. Foi a única troca que fiz nos meus três anos de carreira, mas a partir do momento que você escolhe, você tem que assumir as responsabilidades por suas escolhas", acrescentou o treinador.

Ceni foi demitido do Cruzeiro na quinta (26), após perder a queda de braço com Thiago Neves. Ele havia deixado o Fortaleza no dia 11 de agosto justamente para acertar com a equipe mineira, mas durou pouco no comando do time - foram apenas oito jogos.

Com a vitória sobre o Botafogo, o Fortaleza chegou aos 25 pontos e subiu para a 13ª colocação, afastando-se da zona de rebaixamento. O time volta a campo no sábado (5) para encarar o ex-clube de Ceni, o São Paulo, no Pacaembu, às 17h (de Brasília), pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.