Topo

Esporte


Torcida do Atlético não perdoa Courtois no Real e preenche vazio com Félix

João Félix e Thibaut Courtois, durante o clássico entre Atlético de Madri e Real Madrid - Divulgação/La Liga
João Félix e Thibaut Courtois, durante o clássico entre Atlético de Madri e Real Madrid Imagem: Divulgação/La Liga

Brunno Carvalho

Do UOL, em Madri (ESP)*

29/09/2019 04h00

O clássico da capital da Espanha começou com a torcida do Atlético de Madri mostrando que a mágoa em ver Thibaut Courtois com a camisa do maior rival ainda não havia passado. Antes de a bola rolar no estádio Wanda Metropolitano, os atleticanos usaram a criatividade para sujar o nome do goleiro.

Nos arredores do estádio, o Atlético posiciona placas para homenagear todos os atletas que fizeram mais de 100 jogos pelo clube. E a de Courtois, que jogou três anos com a camisa atleticana, ficou lotada de lixo. Bitucas de cigarro, latas de cerveja e ratos de brinquedo foram espalhados pelo local. Além deles, uma foto do goleiro com a inscrição "Ratois", uma junção do nome do belga com o animal usado para se referir a traidores.

Brunno Carvalho/UOL
Imagem: Brunno Carvalho/UOL

A provocação tem virado quase que uma tradição no Wanda Metropolitano. Em fevereiro deste ano, quando Courtois visitou o estádio pela primeira vez como jogador do Real Madrid, os ratos também visitaram a placa do goleiro.

Enquanto mostravam sua raiva para Courtois com vaias a cada vez que o goleiro pegava na bola durante o 0 a 0 de ontem (27), a torcida do Atlético de Madri começa a cultivar outra idolatria. O jovem João Félix pouco fez na partida, mas era disparado o preferido dos mais de 62 mil torcedores que compareceram ao Wanda Metropolitano.

A empolgação começou ainda no anúncio da escalação, quando o português foi um dos mais aplaudidos. Aos 38 minutos do primeiro tempo, o chute raspando a trave quase trouxe o Wanda Metropolitano abaixo.

João Félix deu lugar a Llorente aos 24 minutos do segundo tempo sem balançar as redes. Mas o fato pouco importava ao torcedor atleticano, que se levantou para aplaudir a estrela capaz de preencher um coração machucado por Courtois. Félix só espera que, no futuro, com as idas e vindas do mercado da bola, não venha a ser recebido com o tratamento hoje dispensado ao goleiro belga.

*O jornalista viajou a convite de La Liga

Esporte