PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2019


Fluminense vence reservas do Grêmio e ganha fôlego após queda de Oswaldo

Do UOL, em São Paulo

29/09/2019 17h57

Classificação e Jogos

No primeiro jogo após a demissão de Oswaldo de Oliveira, o Fluminense venceu os reservas do Grêmio por 2 a 1 e deu um respiro na luta contra o rebaixamento. Nenê e Caio Henrique marcaram os gols do Flu, enquanto Patrick consegui descontar para os gremistas. A partida, disputada no Maracanã, valeu pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Fluminense agora chega a 22 pontos e é o primeiro fora da zona de rebaixamento, sem chances de ser ultrapassado por Cruzeiro ou CSA, que têm menos vitórias.

Já o Grêmio, totalmente focado na semifinal da Libertadores na próxima quarta (2), viu acabar sua sequência de quatro vitórias avassaladoras pelo Brasileirão. O time ocupa posição confortável, em sétimo, com 34 pontos, mesma pontuação do Bahia, que ainda enfrenta o Avaí nesta rodada. Optou, dessa forma, por poupar seus principais jogadores nesta jornada.

Mandou bem: Yony González

O atacante colombiano reagiu no Maracanã e participou diretamente dos dois gols do Fluminense. No primeiro, impediu a bola de sair na linha de fundo com um cruzamento para a finalização de Nenê. No segundo, Yony deu um toque de calcanhar para Caio Henrique. Ele também teve a sua chance de marcar, numa sobra de bola que passou perto do gol.

Mandou mal: Luciano

Havia uma certa expectativa em ver Luciano enfrentando seu ex-time, o Fluminense. Porém, o atacante gremista foi pouco participativo e ainda levou cartão amarelo por discussão com Gilberto. Foi substituído com 21 do segundo tempo para a entrada do promissor Ferreira.

Fluminense no "estilo Fernando Diniz"

Sob o comando do interino Marcão, o Fluminense jogou com um estilo muito mais próximo do proposto por Fernando Diniz, treinador do clube durante o primeiro semestre, que de Osvaldo de Oliveira, demitido semana passada. Mesmo valorizando o toque de bola, o time demorou para encaixar o esquema, fato que permitiu ao Grêmio a construção de contra-ataques. Porém, foi numa dessas trocas de passes que o Flu chegou ao seu segundo gol, finalizado por Caio Henrique.

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Reservas do Grêmio ficaram a desejar

Com foco na semifinal da Libertadores, Renato Gaúcho poupou seus titulares e colocou apenas reservas para atuar contra o Fluminense. A aposta quebrou com a sequência de vitórias do time de Porto Alegre. Apesar do rendimento abaixo do apresentado nos últimos jogos - algo esperado -, o time chegou a criar algumas chances, alcançando o gol graças a Ferreira e Patrick, ambos saídos do banco no segundo tempo.

Capitão Ganso

Dias após discutir com Oswaldo de Oliveiracom na saída de campo do Maracanã, para a torcida inteira assistir, Paulo Henrique Ganso vestiu a braçadeira de capitão para a partida de hoje. O técnico, para constar, foi demitido na sexta-feira (27). O meia teve uma atuação discreta e novamente demonstrou nervosismo, desta vez ao confrontar Juninho Capixaba. Esta nova discussão lhe rendeu um cartão amarelo.

História do jogo

Comandado pelo técnico interino Marcão, o Fluminense saiu na frente no placar com apenas seis minutos de jogo. Yony cruzou a bola na linha de fundo e Nenê, bem posicionado entre os marcadores, apenas teve o trabalho de empurrar para as redes.

O Grêmio passou a se aproveitar dos erros de passe do time carioca. Foi a partir de um desses erros que André teve chance para concluir em gol. O chute saiu meio torto, mas encontrou Thaciano, que mandou por cima.

No segundo tempo, o Fluminense novamente marcou com poucos minutos. Aos 4, após um toque de calcanhar de Yony, Caio Henrique chutou a bola, que passou debaixo do goleiro antes de balançar as redes. Uma bela jogada para a torcida celebrar.

O Grêmio chegou a reclamar de um pênalti por um toque de mão de Gilberto. Após análise do VAR, não foi marcada infraçã. A revisão ainda resultou em cartão amarelo para Luciano.

Com pouco destaque no jogo, Luciano acabou indo ao banco para a entrada do jovem Ferreira. Ele mostrou esforço ao finalizar duas vezes para defesas de Muriel. No rebote, a bola sobrou para Patrick, que chutou forte e diminuiu o placar.

O VAR foi novamente acionado por conta de um possível toque de Juninho Capixaba em João Pedro. Novamente, com nada marcado. Com duas consultas ao árbitro de vídeo e discussões em campo, o jogo teve nove minutos de acréscimos no segundo tempo. Foi aí que o Fluminense mais teve trabalho para segurar o Grêmio. Mas os três pontos importantíssimos não escaparam.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2 X 1 GRÊMIO

Competição: Campeonato Brasileiro - 22ª rodada
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29/09/2019
Hora: 16h
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Jean Marcio dos Santos (RN)
VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)
Público e renda: 17.139 pagantes e R$ 208.325,00 de renda

Gols: Nenê aos 6' do primeiro tempo, e Caio Henrique aos 4' do segundo tempo para o Fluminense; Patrick aos 30' do segundo tempo para o Grêmio.

Cartões amarelos: Paulo Miranda, André e Luciano (Grêmio); Paulo Henrique Ganso (Fluminense)

Fluminense: Muriel, Gilberto, Nino, Yuri Lima e Caio Henrique; Allan, Daniel (Orinho) e Ganso; Nenê (Wellington Nem), João Pedro e Yony González (Marcos Paulo). Técnico: Marcão

Grêmio: Júlio César, Léo Moura (Guilherme Azevedo), Paulo Miranda, Rodriguez e Juninho Capixaba; Romulo, Darlan (Patrick) e Thaciano; Luciano (Ferreira), André e Pepê. Técnico: Renato Gaúcho