Topo

Brasileirão - 2019


Em jogo com 3 gols anulados pelo VAR, Corinthians bate Vasco e volta ao G4

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

29/09/2019 13h12

O Corinthians reagiu após a eliminação na semifinal da Copa Sul-Americana. O time comandado por Fábio Carille venceu o Vasco por 1 a 0 na manhã de hoje (29), em Itaquera, pela 22ª rodada do Brasileirão. O gol foi marcado por Ralf aos 13 minutos do segundo tempo, mas o VAR anulou outros três gols, sendo dois do Corinthians e um do Vasco.

No primeiro tempo, foi observado uma falta do zagueiro Manoel no goleiro vascaíno, Fernando Miguel. Depois, na etapa complementar, o zagueiro Werley, do time carioca, foi flagrado em posição de impedimento. Aos 52 minutos do segundo tempo, o árbitro ainda anulou mais um gol corintiano, dessa vez marcado por Jadson.

O resultado é bom para as pretensões do Corinthians em alcançar uma vaga na Libertadores. O time agora sobe para 38 pontos e assume a quarta colocação. O Internacional, quinto colocado com 36 pontos, enfrenta o Palmeiras em Porto Alegre ainda hoje e pode superar os corintianos. O São Paulo, que está empatado com o Colorado, já jogou na rodada e empatou com o líder Flamengo.

O Vasco é o 13º, na última vaga para a Sul-Americana, com 24 pontos, podendo ser ultrapassado pelo Ceará e Fortaleza, com 23 e 22 pontos, respectivamente. Na próxima rodada, o time de Vanderlei Luxemburgo recebe o Santos em São Januário. Já o Corinthians tem um compromisso no meio de semana: enfrenta a Chapecoense em jogo atrasado da 21ª rodada.

Brilhou: Ralf marca tudo e é premiado

O veterano pode não ser um primor com a bola no pé, mas surpreendeu toda a Arena ao acertar um chute rasteiro preciso e fazer o 12º gol de sua carreira. Defensivamente Ralf fez jogo sólido e foi quem mais desarmou (três vezes), ajudando a anular o meio-campo vascaíno.

Bruno Ulivieri/AGIF
Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

Mal demais: Manoel erra botes e passes

A exemplo do jogo do meio de semana, no Equador, Manoel não teve uma atuação segura. Foi frágil marcação, ou até mesmo uma temeridade nos duelos individuais e errou passes simples, inclusive armando contra-ataques adversários. Ramiro também foi mal, sendo o mais driblado do jogo (quatro vezes); e Danilo Avelar foi inoperante ofensivamente (26 bolas perdidas).

Sem repertório, Corinthians faz jogo lento

Com posse de bola lenta, o Corinthians demorou demais para encontrar o caminho na troca de passes. Só conseguiu se insinuar perto do gol quando pegou o Vasco desprevenido, em bolas esticadas. Após grande insistência na bola aérea, o gol só saiu quando Carille colocou o time para a frente. A partir de então foram 30 minutos um pouquinho melhores - não empolgantes, mas de algo mais próximo do futebol.

Bruno Ulivieri/AGIF
Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

Vasco erra tudo e não tem reação

De forma geral o Vasco teve os mesmos problemas criativos do Corinthians, mas se satisfez com os contra-ataques. A estratégia de boicotar o bom futebol equilibrou o jogo em um nível baixíssimo. O primeiro chute a gol que deu, pouco depois do intervalo, foi em gol anulado pelo VAR. Os visitantes só especularam alguma coisa ao tomar o gol, mas nunca com organização.

História do jogo

O Corinthians começou a partida exercendo maior pressão sobre o Vasco, que tentava criar chances. Com o decorrer do primeiro tempo, o quadro se inverteu e foi o time carioca que passou a desarmar mais e apertar os mandantes.

Numa cobrança de falta com apenas nove minutos de jogo, o Corinthians chegou ao gol, porém o árbitro observou no vídeo uma falta do zagueiro Manoel sobre o goleiro Fernando Miguel. O lance demorou quatro minutos para ser anulado.

Corinthians marca, mas arbitragem vê falta de Manoel em Fernando Miguel

Gols UOL Esporte

Ribamar foi responsável pela maioria das finalizações vascaínas do primeiro tempo. Na melhor chance que teve, o atacante aproveitou uma furada do Manoel, mas acabou mandando para longe.

Por conta do VAR e de atendimentos aos jogadores, o primeiro tempo foi até os 53 minutos. Somente nos acréscimos que o Corinthians teve sua melhor chance. Pedrinho recebeu um bom lançamento de Sornoza, arriscou de longe, mas Fernando Miguel defendeu com segurança.

Pedrinho arrisca de longe e vê Fernando Miguel defender

Gols UOL Esporte

Após o intervalo, Jadson entrou no lugar de Ramiro e o Vasco também teve um gol anulado pelo VAR. Com 8 minutos, Werley saiu na cara de Cássio e conseguiu balançar as redes, porém o vídeo flagrou que o zagueiro estava em posição irregular e impediu o gol.

Vasco consegue ir às redes, mas lance é anulado

Gols UOL Esporte

Apenas cinco minutos após a anulação, o Corinthians chegou novamente ao gol, desta vez sem interferência do vídeo. Ralf acertou um potente chute de fora da área no canto esquerdo de Fernando Miguel e colocou o time da casa em vantagem.

Corinthians abre o placar com Ralf

Gols UOL Esporte

O jogo continuou intenso. Luxemburgo mexeu no time, propondo maior ofensividade com a entrada de Marquinho e Marrony. Porém, o Corinthians conseguiu segurar bem o jogo, impedindo o Vasco de chegar ao empate.

Haja acréscimo!

O primeiro tempo terminou aos 53 minutos. Já a etapa seguinte foi encerrada aos 58. Foram 21 minutos a mais de jogo no total. E o tempo adicional no segundo tempo acabou carregado de dramaticidade. O Vasco chegou duas vezes ao gol, forçando Cássio a fazer boas defesas. Num contra-ataque aos 52, Jadson conseguiu chegar ao segundo gol corintiano. Porém, mais uma vez o VAR entrou em ação e flagrou um impedimento de Mateus Vital, anulando o terceiro gol do jogo.

Tabu e invencibilidade mantidas

O Vasco não sabe o que é vencer o Corinthians fora de casa desde 2007. Na última vez que isso aconteceu, o Cruz Maltino venceu com gol de Alan Kardec, no penúltimo jogo do Corinthians no Brasileirão antes do seu rebaixamento à Série B.

A vitória corintiana hoje também mantém a invencibilidade do time em casa neste campeonato. Além do time de Fábio Carille, apenas Flamengo, Palmeiras e Internacional continuam invictos como mandantes.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 VASCO

Torneio: Campeonato Brasileiro - 22ª rodada
Data: 29/09/2019
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Ricardo Junio de Souza (ambos de MG)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Público e renda: 37.091 pagantes e R$ 1.891.029,50 de renda

Gol: Ralf, para o Corinthians, aos 13' do segundo tempo

Cartões Amarelos: Jadson e Boselli (Corinthians); Yago Pikachu, Danilo Barcelos, Leandro Castan e Bruno Gomes (Vasco)

Corinthians: Cássio; Fágner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf e Ramiro (Jadson); Pedrinho, Sornoza (Mateus Vital) e Clayson; Boselli (Gustavo). Técnico: Fábio Carille

Vasco: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Werley, Leandro Castán e Danilo Barcelos; Bruno Gomes, Raul (Marrony) e Marcos Júnior (Marquinho); Rossi (Clayton), Talles Magno e Ribamar. Técnico: Vanderlei Luxemburgo