Topo

Com Cueva afastado, Santos repete frustração com contratações milionárias

Cueva custou R$ 26 milhões ao Santos, mas ainda não tem gol ou assistência pelo time - Ale Cabral/AGIF
Cueva custou R$ 26 milhões ao Santos, mas ainda não tem gol ou assistência pelo time Imagem: Ale Cabral/AGIF

Do UOL, em São Paulo

28/09/2019 20h40

Resumo da notícia

  • Cueva foi suspenso pelo Santos após briga em casa noturna
  • Peruano é a segunda contratação mais cara da história do clube
  • Leandro Damião e Montillo, que completam o top 3, também foram mal
  • Cueva chegou a ficar quase quatro meses sem entrar em campo em 2019

A suspensão do meia Christian Cueva, anunciada ontem pelo Santos após o jogador se envolver em uma briga em casa noturna da cidade litorânea na última sexta-feira, é mais um episódio na lista de frustrações do clube com atletas contratados a peso de ouro. Segundo reforço mais caro da história do Alvinegro, o meia peruano tem rendido abaixo das expectativas, como também aconteceu com nomes como Leandro Damião e Montillo, que completam o top 3.

Leandro Damião custou cerca de R$ 46 milhões aos cofres santistas e foi contratado em dezembro de 2013, após surgir como destaque no Internacional e depois cair de produção. No Santos, o centroavante foi prejudicado por problemas físicos e não chegou nem perto de justificar as cifras investidas, com atuações irregulares e poucos gols - foram apenas 11 em 44 partidas.

De quebra, o negócio por Damião ainda rendeu problemas jurídicos sérios ao Santos, que fechou a contratação com dinheiro emprestado do grupo Doyen, fundo de investimentos sediado em Malta. As partes tiveram que entrar em acordo após um litígio que também envolvia a participação do grupo empresarial em outros jogadores, e o clube se comprometeu a pagar em parcelas o que devia.

Com Montillo, contratado do Cruzeiro por mais de R$ 16 milhões para a temporada 2013, a situação foi parecida. O argentino também sofreu com questões físicas e durou apenas um ano no clube, com oito gols em 52 jogos. Apesar do rendimento abaixo do esperado, seu profissionalismo sempre foi elogiado internamente. No final do ano, o meia deixou o clube e foi vendido para o futebol chinês.

Já Cueva chegou ao Santos no início desta temporada a pedido do técnico Jorge Sampaoli, que via no peruano uma peça importante para seu estilo de jogo. O meio-campista custou R$ 26 milhões em um acordo com o Krasnodar, da Rússia, que o emprestou ao time alvinegro com valores de compra fixados para o final do ano.

Ainda sem gols ou assistências pelo Santos, Cueva ficou quase quatro meses sem entrar em campo e chegou até a ser descartado internamente por Sampaoli, que só decidiu usá-lo novamente na derrota por 1 a 0 para o Flamengo, devido à suspensão de Pituca e à lesão de Evandro. O presidente José Carlos Peres já afirmou que tem a intenção de vender o jogador.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Santos