Topo

Neymar e Barcelona não chegam a acordo sobre bônus e decisão é adiada

Neymar deixa o Tribunal da Espanha, onde prestou depoimento à justiça espanhola sobre transferência ao Barça  - AFP PHOTO/ JAVIER SORIANO
Neymar deixa o Tribunal da Espanha, onde prestou depoimento à justiça espanhola sobre transferência ao Barça Imagem: AFP PHOTO/ JAVIER SORIANO

Do UOL, em São Paulo

27/09/2019 08h02

O atacante Neymar e o Barcelona não chegaram a um acordo e a disputa financeira relativa ao pagamento de um bônus será resolvida judicialmente. Agora, as duas partes têm até o dia 21 de outubro para apresentaram suas alegações finais antes de uma decisão do juiz do caso.

Hoje, uma primeira audiência foi realizada em Barcelona depois que não houve entendimento na conciliação sobre o bônus acertado em renovação assinada em 2016, um ano antes da ida do jogador para o PSG.

O centro da discussão está luvas da renovação, que não foram pagas pelo Barcelona depois da transferência de Neymar para o PSG, que na ocasião pagou a multa de rescisão, no valor de 222 milhões de euros.

Na última janela de transferências europeia, encerrada no começo deste mês, Neymar tentou um retorno ao Barça, mas não foi liberado pelo PSG. Se a volta tivesse acontecido, o processo teria sido retirado.

O atacante de 27 anos processou seu antigo clube por ter recebido apenas 14 milhões de euros das luvas, cujo valor total era de 43 milhões de euros. O Barcelona não pagou os 29 milhões de euros restantes depois que o brasileiro decidiu se transferir. Por sua vez, o clube espanhol cobra do jogador 75 milhões de euros por descumprimento de contrato.

Neymar não foi à audiência

Os advogados do Barcelona e do jogador se reuniram para tentar a chegar um acordo de conciliação durante a manhã de hoje Barcelona. A conversa durou cerca de três horas, mas não se chegou a um acordo. Então, na sequência teve início a audiência em que as partes apresentaram suas alegações para o caso.

Neymar passou a noite em Barcelona, com amigos, mas retornou a Paris antes da audiência.

Já era esperado que o jogador não comparecesse ao tribunal, mas depois de pegar um voo para a cidade espanhola ontem o brasileiro já fez a viagem de volta antes mesmo de uma definição do caso.

Mais Barcelona