Topo

Vascaíno da Paraíba vende bicicleta para ajudar CT: 'Usava para trabalhar'

Raylson da Silva: morador de Patos (PB) vendeu bicicleta que usava para trabalhar e doou valor à "vaquinha" do CT do Vasco - Arquivo pessoal
Raylson da Silva: morador de Patos (PB) vendeu bicicleta que usava para trabalhar e doou valor à "vaquinha" do CT do Vasco Imagem: Arquivo pessoal

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

25/09/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Morador de Patos-PB, Raylson da Silva agora vai a pé ao trabalho
  • Torcedor ganhou R$ 130 no negócio para fazer doação ao clube
  • Vascaínos se unem para levar Raylson a São Januário pela 1ª vez
  • Ele também ganhará uma nova bicicleta na volta para casa

Até quando vai o nível de seu amor por um clube de futebol? No caso de Raylson Silva, morador de Patos, no interior da Paraíba, o sentimento pelo Vasco foi capaz até mesmo fazê-lo a abrir mão de um bem essencial para o seu trabalho: a bicicleta.

Sensibilizado pela "vaquinha online" criada pelo clube para construir seu centro de treinamento, o vascaíno de 26 anos vendeu seu meio de transporte por R$ 130 para doar à campanha. Desde então, o trajeto que fazia até o local onde exerce a profissão de sapateiro é feito a pé. A caminhada dura em torno de 20 minutos e é algo de que não se arrepende.

"Eu usava a bicicleta para trabalhar. Agora vou a pé. O meu amor pelo Vasco é muito grande. Pelo Vasco eu faço tudo", disse o torcedor ao UOL Esporte, que ainda não teve a oportunidade de ter uma camisa cruzmaltina: "O dinheiro que eu ganho é para sustentar minha filhinha Maria Júlia, de 11 meses, e minha esposa, Vanessa".

Os mais de 2 mil quilômetros de distância entre Patos e Rio de Janeiro não o impediram de nutrir sua paixão pelo Vasco desde criança: "Isso veio por causa do meu padrinho. Quando eu tinha 5 anos, ele me deu um símbolo do Vasco e me levava para assistir aos jogos na TV. Daí em diante minha paixão só aumentou".

Raylson ganha viagem para jogo em São Januário

A comovente história de Raylson ganhou o conhecimento de alguns vascaínos que, sensibilizados, decidiram se mobilizar para realizar um sonho do torcedor: ir a São Januário pela primeira vez para ver seu time do coração de perto (veja no vídeo acima).

Quem capitaneou a organização da viagem foi um pré-candidato à presidência vascaína, o advogado Leven Siano, e o cruzmaltino André Matola. Raylson vai ao Rio de Janeiro assistir ao jogo entre Vasco e Santos, dia 5 de outubro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além disso, ganhará uma camisa oficial do clube e, importante, uma nova bicicleta para poder voltar a pedalar rumo ao trabalho.

Ansioso com a proximidade da experiência inédita que terá, Raylson Silva tem outro sonho a realizar. "Queria que minha filhinha entrasse em campo com o Talles Magno", disse o torcedor se referindo ao jovem atacante de 17 anos, nova sensação de São Januário.

Carlos Germano: "Vamos te receber de braços abertos"

Ídolos do Vasco, pelo qual foram campeões brasileiros e da Copa Libertadores, o ex-zagueiro Mauro Galvão e o ex-goleiro Carlos Germano gravaram em homenagem a Raylson.

Germano, que atualmente é preparador de goleiros do elenco profissional, agradeceu o esforço do torcedor disse que o clube está pronto para recebê-lo de braços abertos em São Januário: "Para te agradecer por esse gesto maravilhoso que você fez de ajudar nosso clube de coração a mais uma conquista, que é erguer o nosso CT. Raylson, obrigado, meu irmão. São Januário vai estar de portas abertas. Você vai estar na sua casa".

Conheça o projeto da "vaquinha" para o CT do Vasco

Vídeo promocional do Vasco sobre campanha do CT

UOL Esporte

O Vasco lançou no dia 22 de agosto a "vaquinha online" para a construção de seu centro de treinamento localizado na Barra da Tijuca (RJ), em terreno cedido pela prefeitura do Rio de Janeiro, O projeto inicial tem um custo total de R$ 6 milhões para colocar de pé dois campos de medidas oficiais e uma estrutura provisória para atender ao departamento de futebol profissional. A campanha foi dividida em quatro etapas e a primeira, no valor de R$ 2 milhões, foi atingida em apenas 15 dias, batendo recordes.

Porém, a demora no início das obras esfriou um pouco os ânimos dos doadores. A arrecadação está em um momento de estagnação — sua segunda fase tinha apenas 16% da meta atingida até o fechamento desta reportagem.

"As doações para o CT deram uma parada, perderam um pouco o fôlego. Quem sabe esse ato do Raylson motive os vascaínos a voltarem a contribuir, Ele vendeu o único patrimônio que tinha para ajudar o Vasco", destacou Leven Siano.

O clube tem a expectativa de obter a licença ambiental para dar início aos trabalhos até o final do mês. Em paralelo, a Prefeitura finaliza os cadastros das famílias que hoje ocupam o terreno em barracos.

Veja as fases do projeto inicial

Maquete de centro de treinamento do Vasco: projeto total prevê seis campos e um mini estádio para 2 mil pessoas  - Bruno Braz / UOL
Maquete de centro de treinamento do Vasco: projeto total prevê seis campos e um mini estádio para 2 mil pessoas
Imagem: Bruno Braz / UOL

O Vasco estipulou a primeira etapa do CT em quatro fases. Nesse estágio, promete entregar ao futebol profissional dois campos de medidas oficiais e uma infraestrutura para atender as demandas do departamento.

Confira:

1ª - terraplanagens e serviços técnicos: R$ 2 milhões

2ª - campo 1 e muros: R$ 1,5 milhão

3ª - campo 2 e adjacências: R$ 1,5 milhão

4ª - edificações do futebol profissional: R$ 1 milhão

Projeto total tem sete campos

Terreno do futuro centro de treinamento do Vasco, com destaque em vermelho, por imagem via satélite - Google Maps
Terreno do futuro centro de treinamento do Vasco, com destaque em vermelho, por imagem via satélite
Imagem: Google Maps

O Vasco foca toda a sua campanha para concretizar a etapa inicial (descrita acima) no primeiro semestre de 2020, porém, o projeto total prevê ainda mais quatro campos oficiais, um mini estádio de 2 mil pessoas para receber jogos da base, estacionamento e uma prédio para atender toda a estrutura do futebol profissional.

As honrarias aos contribuintes

A 'vaquinha' online segue recebendo doações e o Vasco estipulou recompensas aos doadores de acordo com os valores dos depósitos. Abaixo há um detalhamento de cada presente prometido pelo clube:

R$ 15: certificado digital e agradecimento no site

R$ 50: as duas de cima e mais desconto de dois meses no plano Caldeirão semestral ou equivalente

R$ 200: as três de cima e mais o nome no mapa do CT

R$ 500: as quatro de cima e mais uma moeda especial

R$ 1 mil: as cinco de cima e mais um tijolo com nome no espaço externo

R$ 5 mil: as mesmas dadas aos doadores de R$ 500 e mais um nome no hall principal do espaço interno

R$ 50 mil: nome no painel de azulejo e título de benfeitor remido do clube

R$ 500 mil: uma sala do centro de treinamento terá o nome do doador; título de benfeitor remido do clube

R$ 5 milhões: jogo dedicado para homenagear o doador; título de benfeitor remido do clube

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Vasco