Topo

Futebol


Grêmio testa titulares contra Avaí pela última vez antes da Libertadores

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

25/09/2019 12h00

O Grêmio não trata o jogo diante do Avaí, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, como um mero compromisso na agenda. O clube gaúcho tem esquentado a partida em Porto Alegre por ser o último teste dos titulares antes do duelo com o Flamengo, pela semifinal da Libertadores.

Grêmio e Avaí se enfrentam na quinta-feira, às 20h (de Brasília), na Arena do Grêmio.

A sequência de jogos ajuda a entender o peso do confronto com o time catarinense. No domingo, o Grêmio visita o Fluminense e na quarta-feira (2) recebe o Fla. Com isso, o jogo no Maracanã será disputado com reservas. Ou seja, preservação dos titulares às vésperas da semifinal da Libertadores.

Jogar contra o Avaí significa manter ritmo. Dos titulares, somente Bruno Cortez deve ser poupado e a explicação é clínica. O lateral esquerdo levou uma pancada na panturrilha e saiu no intervalo do jogo diante do Santos, sábado passado.

No outro lado da defesa está mais um argumento para que o compromisso com o Avaí seja importante. Léo Moura foi liberado pelos médicos e deve atuar, seja desde o primeiro minuto ou entrando no decorrer da partida. A aparição do camisa 2 se torna relevante pelo plano de escalar o próprio contra o Flamengo, em substituição a Leonardo - que rompeu ligamentos do joelho e retorna apenas na metade de 2020.

"Faltam sete dias (para o jogo com o Flamengo, pela Libertadores), estamos focados no Avaí e depois vamos pensar no Flamengo. Agora é só Avaí", sentencionou Kannemann.

De forma prática, também existe motivo para o jogo não ser ignorado ou levado como simples. Com 31 pontos, o Grêmio pode colar de vez no topo da tabela do Campeonato Brasileiro. Para isso, precisa vencer.

Mais Futebol