Topo

Rogério Ceni transforma Dodô em volante e pode torná-lo titular do Cruzeiro

Dodô abandonou a lateral esquerda para virar meio-campista do Cruzeiro - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Dodô abandonou a lateral esquerda para virar meio-campista do Cruzeiro Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

23/09/2019 04h00

Dodô deixou de ser lateral para se tornar volante sob a batuta de Rogério Ceni. Em todos os jogos com o atual comandante, o atleta atuou em uma posição diferente da que estava acostumada no início de sua passagem pelo time de Belo Horizonte.

O treinador voltou a utilizá-lo como meio-campista na derrota por 2 a 1 para o Flamengo, na tarde do último sábado (21), e explicou por que o jogador é considerado volante em sua gestão à frente do Cruzeiro.

"Eu vejo o Dodô mais como volante do que como lateral, hoje. Entendo que ele pode ter mais sucesso pelo meio. Principalmente num jogo em que você vai enfrentar Bruno Henrique, Vitinho [como foi contra o Flamengo]. Não é característica dele a velocidade, e sim o jogo mais cadenciado, pelo meio. Eu enxergo o Dodô muito mais como volante do que como lateral", declarou.

"Eu não considero uma improvisação. Eu treino (com ele) no tripé (de meio-campo). É um jogador que está acostumado e fazer essa função. E no meu time, provavelmente, ele vai fazer mais essa função. Sendo como um volante lado a lado ou num tripé de volantes. Não posso considerar improvisação", acrescentou.

Rogério Ceni não descarta, inclusive, que Dodô se torne titular da posição. Hoje, ele conta com Henrique e Éderson para desempenhar a função em seu meio-campo.

"É um jogador com muita qualidade técnica, foi o que credenciou o Cruzeiro a trazê-lo. Jogador que pode ser utilizado em algumas funções. O Dodô pode começar [jogando], claro, ou pode estar no banco. Acho um jogador qualificado, um jogador que tem condições totais de jogar pelo Cruzeiro", concluiu.

Cruzeiro