Topo

Futebol


Ex-Grêmio e Inter, Anderson se aposenta e pode virar dirigente na Turquia

Anderson é apresentado pelo Adana Demirspor, da Turquia - Divulgação
Anderson é apresentado pelo Adana Demirspor, da Turquia Imagem: Divulgação

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

23/09/2019 13h15

Herói da Batalha dos Aflitos, jogo que levou o Grêmio de volta à Série A em 2005, ex-Manchester United, Porto, Fiorentina, Inter e Coritiba, o meio-campista Anderson decidiu se aposentar. Aos 31 anos, o jogador avalia o convite para seguir trabalhando em sua equipe atual, o Adama Demirspor.

A aposentadoria ainda não foi oficializada pelo jogador, mas segundo presidente do clube, Murat Sancak, no último dia 20 ele aceitou reduzir seu salário para mudar de função no clube. Segundo apurou o UOL Esporte a questão da aposentadoria está decidida, mas o novo cargo ainda não foi aceito.

Anderson convive com problemas físicos, ficou fora da relação de atletas disponíveis na equipe da segunda divisão turca neste ano em razão do limite de estrangeiros e quer parar de jogar futebol.

A razão para isso são os problemas para entrar em forma e a sequência de lesões. Foram apenas 14 jogos na última temporada e o convívio com períodos fora do time. Somente uma partida na temporada atual, em agosto, quando atuou por 45 minutos.

O Adama convidou Anderson para realizar uma partida de despedida reunindo ex-colegas e seguir no clube em um cargo na direção. A possibilidade está sendo avaliada pelo jogador.

Carreira de sucesso

Cria da base do Grêmio, Anderson foi herói da volta do Tricolor para Série A. Foi dele o gol contra o Náutico no jogo conhecido como "Batalha dos Aflitos", em 2005.

Depois do Tricolor, ele defendeu o Porto, em Portugal, por lá foi duas vezes campeão português e uma vez da Taça de Portugal, foi eleito melhor jogador do país em 2007. Em seguida foi vendido ao Manchester United, onde viveu os melhores anos de sua carreira. Venceu a Liga dos Campeões, Mundial de Clubes, quatro vezes o Campeonato Inglês, outras quatro a Supercopa da Inglaterra, e foi eleito "Golden Boy", prêmio de melhor jogador jovem da Europa, em 2008.

Depois, porém, a carreira entrou em declínio. Esteve na Fiorentina sem destaque, e voltou para o Brasil para atuar no Internacional em 2015. Sem brilho na passagem pelo Colorado, acabou cedido ao Coritiba por empréstimo em 2017 e também não se firmou na equipe. Rescindiu vínculo no Colorado em 2018 e desde então atuou pelo Adama Demirspor. Na carreira, Anderson ainda tem passagens pela seleção brasileira em categorias de base e na principal.

Futebol