Topo

UOL Esporte vê TV


Comentarista vê decisões equivocadas de arbitragem em Corinthians x Bahia

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/09/2019 21h07

O Corinthians recebeu o Bahia hoje (21) pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time da casa venceu por 2 a 1, em duelo marcado por lances polêmicos, que exigiram auxílio do árbitro de vídeo. Na opinião de Paulo César de Oliveira, comentarista de arbitragem do Grupo Globo, algumas decisões foram equivocadas.

Ainda no primeiro tempo, antes de o clube paulista abrir o placar, o árbitro Dewson Fernando Freitas foi chamado pelo VAR para revisar um lance de possível pênalti para o Bahia, mas decidiu não marcar a penalidade.

Durante a transmissão da partida no Premiere, Paulo César de Oliveira afirmou que Ralf foi imprudente no lance, tocando no joelho do atacante Élber, do Bahia, e que a penalidade máxima deveria ser assinalada.

"Por trás do gol, a gente vê que claramente o Ralf foi imprudente e tocou no joelho do Élber, cometendo o pênalti. O Dewson ainda teve a chance de mudar a decisão com a revisão e não o fez. Pra mim, ele errou", opinou.

No segundo tempo, o árbitro foi chamado para rever outro lance de possível pênalti para o Bahia. Desta vez, ele anotou a penalidade máxima. Novamente, na opinião do comentarista do Grupo Globo, o árbitro errou.

"A revisão é demorada porque é um lance de interpretação. O VAR deve interferir quando é um erro claro. Na minha opinião, não foi pênalti. Há contato, mas e uma disputa normal de jogo. Eu não marcaria a penalidade", declarou.

O primeiro gol do Corinthians também foi de pênalti, em lance que contou com auxílio do VAR. Neste caso, Paulo César de Oliveira concordou com a decisão do árbitro de campo.