Topo

Derrota em final esquenta disputa nas laterais do Inter; veja as opções

Zeca tem se destacado nos jogos que atuou pela lateral esquerda e pode ganhar chance - Ricardo Duarte/Inter
Zeca tem se destacado nos jogos que atuou pela lateral esquerda e pode ganhar chance Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

20/09/2019 04h00

A derrota na final da Copa do Brasil abriu uma série de avaliações no Inter. A primeira delas será no campo. As falhas do time serão revistas internamente, e os primeiros alvos de observação serão os laterais.

Pela esquerda, Uendel ainda não conseguiu passar a segurança esperada pela torcida. Titular desde a venda de Iago, o ex-corintiano é alvo de críticas e questionamentos. Contra o Athletico Paranaense, ele tentou dar opções ofensivas, mas não conseguiu encontrar parceria com Wellington Silva.

A alternativa encontrada por Odair Hellmann pelo flanco canhoto já foi testada. Zeca, de volta à esquerda após uma conversa com o treinador, teve atuações elogiadas por ali. A posição que lhe deu destaque no Santos até então não havia sido adotada no período no Inter. Mas o comportamento mostrado nas chances que teve já o coloca em igualdade de condições para lutar por espaço e finalmente se firmar no clube gaúcho.

Na direita, Bruno ocupou o espaço deixado por Zeca. E ainda que tenha conseguido se destacar em alguns jogos, vê crescer um concorrente forte.

A alternativa que passará a ser observada com mais atenção é Heitor. Com 18 anos, o jovem que subiu das categorias de base neste ano já é tratado como realidade e ganhará mais minutos em campo para mostrar serviço. Nas chances que teve até agora, ele não apresentou falhas e ainda agregou qualidade de cruzamento e potencial ofensivo.

No decorrer dos jogos, Edenilson e Patrick já foram utilizados pelos lados da defesa. Porém, nenhum deles deve ser deslocado desde o início, pois são considerados importantes no meio-campo.

Os testes nas laterais devem tomar os próximos treinos e jogos do Inter, ainda que não aconteçam imediatamente, para não indicar que determinado jogador foi "culpado" pelo vice-campeonato da Copa do Brasil. O Colorado passa a investir tudo no Brasileiro e, neste domingo, recebe a Chapecoense, às 11h (de Brasília).

Mais Internacional