Topo

Volante Yuri elogia chegada de Orinho ao Fluminense: 'Potencial grande'

Volante Yuri foi titular do Fluminense contra o Corinthians - MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC
Volante Yuri foi titular do Fluminense contra o Corinthians Imagem: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

17/09/2019 15h41

O Fluminense está prestes a anunciar o zagueiro Luccas Claro e lateral-esquerdo Orinho, que foram aprovados nos exames médicos e, em breve, devem integrar o elenco comandado por Oswaldo de Oliveira. Ex-companheiro de Orinho, no Santos, o volante Yuri, que foi titular na vitória contra o Corinthians, no último domingo, comentou a chegada do jogador e fez elogios ao ala.

"Bem [recebido]. Ele está em casa já (risos). Peguei ele [no Santos] sim. É um jogador que, para mim, tem um potencial grande. Acho que ele vem focado para disputar um espaço", disse.

O camisa 6, que chegou ao Fluminense por indicação do ex-técnico Fernando Diniz, falou sobre o esquema utilizado por Oswaldo para o duelo com o Timão, com dois volantes, algo diferente do que vinha sendo usado pelo time nesta temporada.

"Acabou que teve a suspensão do Airton e eu acabei jogando. De mudança, foi mais nesse jeito de jogar. Com Diniz, não jogamos com dois volantes. Com Oswaldo, nesse jogo, tivemos uma postura mais segura, mais postado. Acho que o que mais mudou foi isso", afirmou ele, que completou:

"Acho que foi uma partida boa do time inteiro. Apesar de estarmos jogando de um jeito diferente... Até como o Allan falou, foi a primeira vez na temporada que a gente jogou assim, com dois volantes. Achei que a gente foi bem. Lógico, tem coisas para acertar. É aproveitar essa semana para acertar isso e, no fim de semana, buscar a vitória".

Yuri salientou a importância de o Fluminense ter conseguido terminar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro fora da zona de rebaixamento e ressaltou o foco do grupo para o duelo com o Goiás.

"Para a gente, foi muito bom. Todo mundo sabe a pressão que é estar ali no Z4 e terminar o primeiro turno fora dele, para a gente, foi muito bom. [Jogo com o Goiás] Vai ser outra final. Daqui para frente, para a gente, não tem muita diferença. Precisamos pontuar e vamos com esse pensamento", garantiu.