Topo

Oswaldo muda meio campo, esquece "estilo Diniz" e dá fôlego ao Fluminense

Do UOL, no Rio de Janeiro

16/09/2019 04h00

Pressionado pelos maus resultados, o técnico Oswaldo de Oliveira deixou para trás as ideias do antecessor Fernando Diniz, apostou em uma nova formação e ficou satisfeito com o resultado. Com meio campo reformulado, o Fluminense conseguiu vencer o Corinthians por 1 a 0 ontem (15), no Mané Garrincha, deixando a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

O treinador descartou o 4-3-3 e colocou em campo o time em uma espécie de 4-4-2, com Paulo Henrique Ganso atuando de maneira centralizada e avançada, mais perto dos atacantes. Em sua avaliação, o meio é a parte importante da engrenagem deste novo Tricolor.

"Setor da maior importância. Não só de construção, mas também de filtrar o adversário. Quando não temos tempo de treinar adequadamente, a equipe sente. Estou feliz com o resultado, porque apesar de todos os obstáculos, vencemos", disse Oswaldo, após o jogo.

Autor do gol da vitória sobre o Corinthians, Ganso também aprovou a nova formação tática adotada pelo comandante:

"Quando estou mais próximo do gol, acredito que possa levar mais chances para nossa equipe", disse, em entrevista à TV Globo.

Com Fernando Diniz, Ganso atuava mais recuado, praticamente como um volante, e chegou a ser vaiado em algumas partidas.

Um dos destaques da vitória, o volante Allan acredita que ainda é preciso fazer ajustes com este novo jeito de atuar.

"É uma formação diferente. É a primeira vez que jogamos assim nesta temporada. Temos que ajustar alguma coisinha", declarou.

Na próxima rodada do Brasileirão, Fluminense visita o Goiás no domingo (22), às 19h, no estádio Serra Dourada.