Topo

Vitória livra Avaí de repetir pior primeiro turno da história do Brasileiro

Jogadores de Avaí e Corinthians disputam jogada; time catarinense terminou o turno na lanterna - Antônio Carlos Mafalda- Mafalda Press
Jogadores de Avaí e Corinthians disputam jogada; time catarinense terminou o turno na lanterna Imagem: Antônio Carlos Mafalda- Mafalda Press

Cléberson Santos

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/09/2019 04h00

O Avaí por pouco não entrou para o hall dos piores primeiros turnos da história do Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos. A vitória de ontem (15) sobre o Athletico Paranaense não tirou a lanterna das mãos do time catarinense, mas evitou que ele se juntasse ao Náutico de 2013 e ao América-RN de 2007, que estabeleceram recorde negativo ao registrarem apenas dez pontos nas 19 primeiras rodadas.

Porém, o 1 a 0 na Arena da Baixada não livrou o Avaí em outro incômodo grupo. Nas 16 edições de Brasileirão neste formato, outros cinco lanternas terminaram o primeiro turno com os mesmos 13 pontos. Todos acabaram rebaixados.

Sport (2009) e América-MG (2016) continuaram com a última colocação até o fim do torneio. Já Goiás (2010), América-MG (2011) e Vasco (2015) até esboçaram uma reação no segundo turno e largaram a lanterna. Porém, caíram mesmo assim.

Para evitar o rebaixamento, o Avaí precisa fazer uma campanha parecida com a que o Corinthians fez neste primeiro turno. O time de Fábio Carille somou 32 pontos nas primeiras 19 rodadas do Brasileirão.

Tentar se livrar da queda nesta situação é algo tão raro que ainda não aconteceu no atual formato do campeonato com 20 times. Goiás e Flamengo, em 2003 e 2004 respectivamente, seguraram a lanterna no fim do primeiro turno e conseguiram escapar.

Os goianos terminaram em 9º, e os Rubro-Negros em 17º. Porém, estas duas edições contaram com 24 times, e apenas dois caíram na edição de 2003, a primeira sem mata-mata.

Escapar da queda após fechar o primeiro turno no Z4, independentemente da posição, também não é uma missão fácil. 37 dos 62 rebaixados nestas 16 edições terminaram a primeira metade do torneio sob a ameaça da queda. Ou seja, apenas 40,33% conseguiram escapar.

O Avaí venceu apenas duas vezes nesta edição do Brasileirão, contra Fluminense e Athletico. Os catarinenses começarão sua caminhada na segunda metade do torneio em casa, contra o Atletíco-MG, que é o nono colocado.