Topo

Ganso ganha nova função com Oswaldo no Flu e reencontra os aplausos

Do UOL, no Rio de Janeiro

15/09/2019 18h38

Atuando como uma espécie de volante na maior parte do período Fernando Diniz, Paulo Henrique Ganso ganhou nova função com Oswaldo de Oliveira no Fluminense e tem correspondido. Mais próximo do gol, como fazia nos tempos de Santos, o meia deixou o dele na vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians ontem (15) - com uma grande colaboração do goleiro Cássio - e voltou a ser aplaudido.

"Quando estou mais próximo do gol, acredito que possa levar mais chances para nossa equipe", disse à TV Globo.

Na opinião do volante Allan, porém, algumas coisas ainda precisam ser ajustadas no esquema tático implementado por Oswaldo de Oliveira:

"Hoje usamos essa formação diferente, a primeira vez que a gente joga assim nesta temporada. Temos que ajustar umas coisinhas, mas hoje foi um ufa".

Já Oswaldo de Oliveira enxerga um grande crescimento com este esquema adotado:

"Poderia ser ainda melhor, e tenho certeza que vai melhorar. Fizemos apenas um treinamento, e com todo cuidado, porque anteontem (13) Ganso não pôde participar. Precisei passar a eles muitas informações teóricas, mas eles foram muito atentos, disciplinados e cumpriram com o necessário para vencermos o jogo. Todos se sacrificaram muito".

Oswaldo é chamado de "burro"

A melhora de rendimento de Ganso já teve consequência na arquibancada. Vaiado na derrota para o Avaí, ele foi ovacionado pela torcida no estádio Mané Garrincha (DF) ontem e gerou até mesmo gritos de "burro" dos tricolores para Oswaldo de Oliveira quando o treinador resolveu substituí-lo aos 34 minutos do segundo tempo para pôr Pablo Dyego em função do cansaço.

Substituição já causou "climão"

Constantemente substituído por Oswaldo de Oliveira, Ganso já causou um "climão" após ser sacado no duelo com o Avaí. Na ocasião, o meia saiu de campo e não cumprimentou o treinador, algo que foi minimizado pelo comandante.

"Cada jogador tem uma característica, um comportamento. O Ganso é um jogador tímido, arredio. Compreendo, não tem nenhum problema. Ele não tem obrigação de me cumprimentar. Ele tem que cumprir com as obrigações dele como atleta, e isso ele tem feito. No momento que achei que precisava tirá-lo do jogo, eu tirei. Não tenho o menor problema quanto a isso", disse Oswaldo na ocasião.

Na próxima rodada, dia 22, o Fluminense visita o Goiás, em Goiânia (GO), às 19h, no estádio Serra Dourada.

Mais Fluminense