Topo

Futebol


Técnico que lançou Bruno Guimarães vê Athletico forte, mas final indefinida

Fabiano Soares, treinador de futebol, deu sequência a Bruno Guimarães no Athletico-PR - Arquivo Pessoal
Fabiano Soares, treinador de futebol, deu sequência a Bruno Guimarães no Athletico-PR Imagem: Arquivo Pessoal

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

14/09/2019 15h00

Fabiano Soares foi um dos responsáveis pelo crescimento da principal aposta do Athletico Paranaense. Foi o treinador que comandou o time no segundo semestre de 2017 quando Bruno Guimarães teve as primeiras chances.

Guimarães havia participado de poucos minutos pelo time principal até a chegada de Soares ao clube. Com ele, se firmou no elenco e se preparou para o protagonismo que viria em seguida.

Sem clube depois de passar pelo Jeonnam Dragons, da Coreia do Sul, o treinador conversou com a reportagem do UOL Esporte e enalteceu a reconstrução do Athletico, da qual fez parte. No entanto, lembrou não há como prever o jogo de volta da final da Copa do Brasil contra o Internacional.

UOL: Como foi o início do processo de construção do Athletico de hoje?
Soares
: A base de tudo dessa reconstrução do Athletico foi o ano de 2012, quando foi disputada a Série B, subiram para a Série A em 2013 e com o presidente à frente do clube, quis construir bases sólidas para que o clube nunca mais voltasse à segunda divisão, e pouco a pouco fosse crescendo. O clube tem uma estrutura muito boa, a cada dia melhora nos seus resultados, tem conseguido disputar e conquistar títulos, e o sonho do presidente e do clube é um dia chegar a ser campeão do mundo. Com toda essa estrutura, a equipe está crescendo passo a passo e só posso parabenizar a administração e todos os athleticanos

UOL: Você se acha também responsável pela sequência de bons resultados que tem ocorrido?
Soares
: O responsável pela sequência de bons resultados, sinceramente, é o clube, juntamente com seu presidente e seus dirigentes, o atual treinador e seu estafe. Eu ter passado por ali juntamente com outros profissionais, deixamos nossos "grãozinhos de areia" para a melhoria do clube e da equipe. Mas quem tem os méritos é o presidente e sua direção, juntamente com o treinador atual e toda sua comissão técnica.

UOL: Os números do Athletico fora de casa hoje são bem ruins. Você acha que o time muda muito fora de casa?
Soares
: Os números do Athletico fora de casa não são bons. Quando eu cheguei no clube, isso estava em pauta. Porque no ano anterior se classificou para a Libertadores ganhando sempre em casa e perdendo todos os jogos fora. Nós chegamos ali e mudamos um pouco isso, ganhamos do Palmeiras, Vasco, Botafogo e Vitória. Os números estão aí, são reais, mas numa final tudo pode acontecer.

UOL: Quando comandava o Athletico, você considerava que o campo sintético fazia muita diferença?
Soares
: O campo sintético, sinceramente, fazia e faz diferença. O Athletico sabe disso, por isso sempre no início dos jogos, faz uma pressão alta, antes que o adversário se adapte ao campo e tente conseguir uma vantagem que dê mais tranquilidade para jogar. A velocidade da bola é uma questão muito complicada, a falta de adaptação do adversário é um fator que ajuda e por isso o Athletico tem bons resultados em casa.

UOL: Qual sua expectativa para a final?
Soares
: A expectativa é muito boa. São dois times muito bons, um grande palco que é o Beira-Rio, o estádio provavelmente estará cheio. Vai ser uma linda final e espero ver um grande jogo.

UOL: Você lançou Bruno Guimarães, como foi este processo?
Soares
: O Bruno Guimarães chegou do Audax muito tímido, precisando fazer um trabalho específico de coordenação. Ele é um atleta muito dedicado, fez trabalhos específicos, trabalhou forte em campo, foi melhorando a cada dia, perdendo a timidez. Tem um caráter muito bom, é muito competitivo e decidimos lança-lo. Ele entrou contra o Palmeiras, ganhamos de 3 a 0, com ele fazendo um bom jogo, no ano seguinte ele se destacou e vem se destacando até hoje. Na verdade, é um jogador que todos os treinadores queriam ter, porque sabe escutar, quer aprender, além de ter muita qualidade e bom caráter, então tudo isso ajuda e facilita nesse processo.

Mais Futebol