Topo

Esporte


Torcida do PSG passa 90 minutos xingando Neymar, mas se divide após golaço

Neymar comemora gol marcado para o PSG contra o Strasbourg - REUTERS/Gonzalo Fuentes
Neymar comemora gol marcado para o PSG contra o Strasbourg Imagem: REUTERS/Gonzalo Fuentes

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL

14/09/2019 12h38Atualizada em 14/09/2019 15h31

A bola nem precisou rolar para Neymar entender que não terá vida fácil na temporada. Em campo pela primeira vez desde que não conseguiu se transferir, o atacante foi muito xingado pela torcida antes do jogo do PSG contra o Strasbourg começar.

"Neymar, filho da p..." era o canto, em espanhol, que ecoava pelo Parque dos Príncipes, estádio do PSG.

O que se viu nos primeiros minutos de partida foi muita vaia a cada toque na bola do atacante brasileiro.

A raiva da torcida também chegou ao pai de Neymar. Os torcedores exibiram uma faixa escrita "Neymar Sr, venda o seu filho na Vila Mimosa". A Vila Mimosa é uma das mais famosas áreas de prostituição do Rio de Janeiro. Gritos de "babaca" também foram entoados sobre o pai do atacante.

Torcedores do PSG exibem faixa direcionada ao pai de Neymar - UOL
Torcedores do PSG exibem faixa direcionada ao pai de Neymar
Imagem: UOL

O pai de Neymar acompanhou a partida no Parque dos Príncipes. Ele esteve no camarote destinado ao atacante brasileiro, junto com os amigos do camisa 10.

Durante o jogo, mais uma faixa atacava Neymar: "Seu nome na Torre Eiffel, seus milhões em conta, suas noitadas open bar: Bem-vindo ao inferno, Calimero". Calimero é um personagem de animação conhecido por só reclamar.

A atitude de Neymar de tentar tirar dinheiro do próprio bolso para se transferir para o Barcelona também foi alvo dos torcedores. "Neymar, 20 milhões para ver o Messi. Não há putas em Paris", dizia a faixa.

Silêncio e a redenção em campo

Neymar aguentou a provocação calado. A cada drible ou chute que não dava certo, o estádio vinha abaixo com vaias e mais vais. Nos acréscimos do segundo tempo, a torcida rachou.

Diallo avançou pela esquerda, recebeu passe de Icardi e cruzou para a área. Neymar, livre de marcação, acertou um belíssimo voleio. Os ultras se calaram, parte da torcida vaiou e outra parte se rendeu ao brasileiro e o aplaudiu de pé.

Ainda em silêncio, Neymar deixou o gramado rapidamente após o final do segundo tempo. Uma vitória no primeiro capítulo de uma relação que promete ser bastante conturbada com a torcida.

Esporte