Topo

Luxa celebra vitória e explica mudança de decisão em relação a Ribamar

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

14/09/2019 22h39

O técnico Vanderlei Luxemburgo celebrou a vitória do Vasco sobre a Chapecoense, por 2 a 1, na noite de hoje (14), na Arena Condá, salientando que foi um triunfo sobre um adversário direto na luta na parte inferior da tabela do Campeonato Brasileiro.

"Estou aqui até o fim do ano e pretendo ficar no ano que vem porque, aí sim, posso brigar por alguma coisa. Brigar para não cair é duro. Hoje conquistamos uma vitória importante, de um adversário na nossa competição. Para cima nem olho porque não adianta. Depois que eu sair da confusão, posso olhar. Por enquanto, não. Foi um confronto direto, importante",disse.

O treinador falou ainda sobre Ribamar, que foi titular apos um período de afastamento e marcou o primeiro gol cruzmaltino na partida.

Luxa explicou que, inicialmente, o jogador não fazia parte dos planos por conta das características que imaginava serem necessárias para um centroavante dentro do estilo de jogo montado, mas que voltou atrás da decisão e avaliou que Ribamar pode ajudar o time.

"Gosto de centroavante que jogue um pouco mais de bola. Que vem negociar a bola. Estava montando a equipe dentro do que eu pensava. O estilo dele não era o que eu pretendia. Eu tinha 42 jogadores, e ele saiu num grupo que botei para treinar separado", apontou o comandante, que completou:

"As informações que recebi eram que ele estava treinando forte, não relaxou e se aprimorou. O técnico não pode ter vergonha de fazer algumas coisas e voltar atrás. Para essa equipe, pelas características que temos, o Ribamar é importante, porque é lutador, brigador, disputa a bola, cansa o zagueiro. Tenho que reconhecer isso. Durante essa primeira fase eu descobri que preciso de um jogador igual ao Ribamar. De repente não vai fazer gol, mas vai incomodar".

Com o triunfo sobre a Chape, o Vasco chegou aos 23 pontos e abriu oito de vantagem em relação ao Fluminense, primeiro time na zona de rebaixamento e que encara o Corinthians amanhã (15), em Brasília.