Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

Brasileirão - 2019


Gabigol faz golaço, e Flamengo vence Santos em "final" do primeiro turno

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/09/2019 18h55

No jogo tratado como final simbólica do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, venceu aquele que já liderava o torneio. Com direito a golaço de cobertura do artilheiro Gabigol na reta final do primeiro tempo, o Flamengo venceu o Santos por 1 a 0 em jogo disputado no fim de tarde de hoje (14) no Maracanã. O embate também marcou o encontro "dos Jorges", os únicos técnicos estrangeiros da Série A - melhor para o português.

Com o resultado, o Flamengo de Jesus foi para 42 pontos, abriu cinco de vantagem para o então vice-líder Santos, está a três do novo vice Palmeiras e confirmou o título simbólico do primeiro turno. Das 16 edições já finalizadas na era dos pontos corridos, apenas quatro vezes o time que iniciou o returno na liderança não terminou campeão - Grêmio (2008), Internacional (2009), Atlético-MG (2012) e São Paulo (2018).

O Santos, por sua vez, fecha o turno em maré de maus resultados. Nas últimas seis exibições, apenas uma vitória para o Peixe. Estacionado com 37 pontos, o time de Sampaoli ainda foi ultrapassado pelo Palmeiras por conta da vitória alviverde sobre o Cruzeiro.

Flamengo e Santos voltam a campo apenas no sábado que vem, pela primeira rodada do returno do Brasileirão. Os cariocas visitam o Cruzeiro no Mineirão, às 17h, e os santistas recebem o Grêmio na Vila Belmiro, às 19h.

Gabigol não perdoa. E tome lei do ex!

Artilheiro do Flamengo na temporada, Gabigol não perdoou nem seu ex-clube. O camisa 9 rubro-negro foi o autor do golaço que rendeu a vitória sobre o Santos. Muito bem marcado principalmente quando ficava de frente com Lucas Veríssimo, o centroavante enfrentava dificuldade para se infiltrar na área santista em condições de incomodar Everson. Sem problema! A solução encontrada pelo goleador foi acertar chute de cobertura, de média distância, por cima do goleiro alvinegro.

Já vai, Everson?!

Em jogo de marcação muito forte de ambas as equipes, passes precisos e concentração alta para evitar erros pareciam itens cruciais a qualquer um dos 22 jogadores em campo. Pois faltaram tais ingredientes à atuação de Everson no Maracanã. O goleiro do Santos, em um primeiro momento, quase complicou sua equipe quando errou passe em uma das tentativas alvinegras de sair jogando com a bola no chão. Pouco depois, se adiantou no lance em que acabaria encoberto por chute de Gabigol.

Tudo tranquilo no Fla

O Flamengo ostentou calma no Maracanã. Com muito mais posse de bola que o adversário, não se desesperou ao sentir dificuldade em avançar pelo bem postado sistema defensivo do Santos. As subidas de Rafinha e Filipe Luís mostravam-se alternativas a um ataque aparentemente limitado. Aparentemente. Em jogo no qual as infiltrações falhavam, brilhou a criatividade e o talento de Gabigol, combinado à excelência no toque de bola de Éverton Ribeiro.

Conforme o Santos sucumbia fisicamente, o Flamengo apertava o pé no acelerador. Mostrou time e postura de campeão - ao menos do primeiro turno do Brasileirão.

Lampejos de superioridade e queda de produção

Sampaoli bancou seu estilo de jogo mesmo na casa do melhor time do campeonato: estava praticamente proibido sair jogando com chutão. Defensivamente, a equipe foi bastante eficiente com recuos até mesmo de seus atacantes.

É bem verdade que houve abuso no número e na intensidade das faltas. Ainda assim, o Santos por pouco não foi premiado, haja vista o domínio da partida em alguns momentos do primeiro tempo.

Conforme os "motorzinhos" Soteldo e Marinho sentiram o desgaste físico, a equipe caiu de produção. E aí faltaram alternativas efetivas para recolocar a equipe no jogo - tanto em termos ofensivos quanto defensivos.

Tite de olho!

Bruno Braz / UOL Esporte
Imagem: Bruno Braz / UOL Esporte

Técnico da seleção brasileira, Tite marcou presença em camarote do Maracanã para assistir a um dos jogos mais esperados do campeonato. Na última convocação, foram chamados pelo treinador o santista Jorge e o flamenguista Bruno Henrique para a data Fifa deste mês de setembro. O Brasil somou tropeços nos dois amistosos disputados nos Estados Unidos: contra a Colômbia, empate por 2 a 2; diante do Peru, derrota por 1 a 0.

Cronologia do jogo

Um duelo de muita marcação e poucas chances claras de gol; ainda assim, muito bem jogado, com ambas as equipes buscando marcar presença no campo defensivo adversário. A combinação desses fatores gerou uma partida truncada, bem ilustrada pelo alto número de faltas (19) e cartões amarelos (cinco).

Gol mesmo foi só um no primeiro tempo. E que golaço: Éverton Ribeiro interceptou passe errado de Eduardo Sasha e ligou Gabigol ao ataque. O artilheiro rubro-negro, frente a frente com Gustavo Henrique, percebeu Everson adiantado e deu apenas uma cutucada na bola, da entrada da área, para encobrir o goleiro e correr para o abraço.

Percebendo o Flamengo mais próximo do segundo gol do que o Santos de empatar, Sampaoli mexeu aos 19 minutos do segundo tempo e lançou o centroavante Uribe no lugar do zagueiro Luan Peres, recuando seus dois alas e jogando com apenas dois atletas originalmente de meio de campo - Alison e Sánchez.

O Flamengo seguiu mais incisivo. Cueva e Felipe Jonatan entraram para tentar reanimar o ataque santista. Sem fazer uma substituição sequer, o time rubro-negro continuou mandando em campo principalmente pela superioridade física, que externou de vez a diferença técnica entre as equipes. Nos minutos finais, restou a Jesus promover alterações simples e apenas terminar de incendiar a festa que já se desenrolava nas arquibancadas.

Fim de jogo ao som de "olê, olê, Mister, Mister!". Nem o Jorge de Tite, nem o Jorge Sampaoli. Quem se deu bem foi Jorge Jesus.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 x 0 SANTOS

Data: 14 de setembro de 2019 (sábado)
Horário: 17h (de Brasília)
Local: estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Rafael Traci (SC)
Público/Renda: 62.510 pagantes (68.243 presentes) / R$ 3.328.050,95
Cartões amarelos: Gabigol, Bruno Henrique e Jorge Jesus (Flamengo); Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo, Marinho, Cueva e Jorge Sampaoli (Santos)
Gols: Gabigol, aos 43' do primeiro tempo.

Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luis (Renê); Willian Arão, Gerson, Arrascaeta (Berrío) e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus

Santos: Everson; Luan Peres (Uribe), Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo; Victor Ferraz, Alison, Sánchez (Felipe Jonatan) e Jorge; Marinho, Soteldo e Eduardo Sasha (Cueva). Técnico: Jorge Sampaoli