Topo

São Paulo evita euforia, mas espera ter Dani Alves e Pato no domingo

Artilheiro tricolor no Brasileirão, Pato pode "reforçar" a equipe no jogo contra o CSA - Marcello Zambrana/AGIF
Artilheiro tricolor no Brasileirão, Pato pode 'reforçar' a equipe no jogo contra o CSA Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Arthur Sandes e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

12/09/2019 04h00

O São Paulo evita o clima de euforia, mas a expectativa é de contar com até oito reforços na partida contra o CSA, neste domingo (15), no Morumbi. O clube prefere esconder a empolgação, mas o próprio técnico Cuca já dá a entender a possibilidade de a maior parte dos desfalques nas rodadas anteriores ter condições de jogo na última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

"Perder jogadores é normal, o anormal é perder todos de um setor", entende Cuca. "Agora temos o retorno de todos eles, [mas] acho difícil você contar com os quatro já, sem o ritmo de jogo, no calor que estará no domingo. Então temos que pensar bem, com calma, para não correr outros riscos de lesão", pondera o treinador, evitando confirmar a presença de Alexandre Pato, Pablo, Hernanes ou Toró entre os titulares.

O quarteto vive transição após lesões diversas, enquanto Dani Alves e Igor Gomes voltam da seleção brasileira, enquanto Walce e Antony se reapresentam após servir à seleção olímpica. Destes todos, Dani Alves e Antony têm presenças praticamente garantidas contra o CSA: o camisa 10 não saiu da reserva no amistoso entre Brasil e Peru na madrugada de terça para quarta-feira, mesmo dia em que o atacante se reapresentou no CT da Barra Funda. Igor Gomes também deve estar apto após completar treinos da seleção principal nos EUA.

Já Alexandre Pato se recuperou de um edema na coxa direita e pode voltar a atuar após mais de um mês. Nesta semana ele está liberado para trabalhar com o restante do time em campo e ser avaliado diariamente. A expectativa é positiva em torno do artilheiro do São Paulo neste Brasileirão, com cinco gols,

Outro atacante que pode voltar é Toró, um mês após sofrer estiramento na coxa esquerda durante um treino. Ontem, ele fez trabalhos físicos normalmente com os companheiros, e no dia anterior havia deixado uma atividade com bola mais cedo para trabalhar na academia - conforme já previsto em sua programação.

Pablo é mais um liberado da fisioterapia. Autor de cinco gols na temporada, o atacante se recuperou de uma lesão ligamentar no tornozelo direito, sofrida há dois meses. Na última semana ele já havia trabalhado no campo, mas ainda não reunia condições para enfrentar o Internacional. Desta vez, a confiança é grande de que ele poderá ser relacionado.

Por fim, Hernanes também trabalha para ser relacionado. O Profeta teve uma grave lesão na coxa direita no clássico contra o Santos. O UOL Esporte apurou que a previsão inicial de retorno era de seis semanas, mas o tratamento em dois períodos diários no Reffis permitiu que ele voltasse a treinar no campo desde a segunda-feira (9).

"Eu não diria [que o time está] mais saudável, mas mais forte, com certeza", opina Cuca. "São peças importantes que retornam., mas eles ainda têm que atingir um nível de jogo, porque o tempo passou sem eles estarem jogando. O treino é uma coisa, e o jogo é outra; é natural que isso aconteça", diz o técnico tricolor.

São Paulo