Topo

Torcida organizada protesta contra a diretoria em frente à sede do Cruzeiro

Faixas foram colocadas pela principal organizada do Cruzeiro em frente e nas proximidades da sede do clube - Divulgação
Faixas foram colocadas pela principal organizada do Cruzeiro em frente e nas proximidades da sede do clube Imagem: Divulgação

Do UOL, em Belo Horizonte

09/09/2019 16h29

Os maus resultados no Brasileirão e a recente goleada por 4 a 1 sofrida para o Grêmio geraram ainda mais descontentamento da torcida do Cruzeiro. Na tarde de hoje, uma organizada do clube protestou em frente à sede administrativa da equipe, no Barro Preto. Faixas foram estendidas com cobranças e até ameaças contra membros da atual diretoria.

Itair Machado, vice-presidente de futebol, foi o principal alvo dos torcedores. As faixas levavam mensagens como: "Devolvam o Cruzeiro", "Cruzeiro não é cassino onde se aposta para ganhar dinheiro" e "Ronda vai passar nos jogadores baladeiros e acomodados". Uma delas, com a frase "O Cruzeiro vai sair dessa! Nem que tenha que morrer alguém", chegou a ser retirada pouco depois pela Polícia Militar.

Reprodução/Internet
Imagem: Reprodução/Internet

Na tarde de ontem, após o Cruzeiro perder por 4 a 1 para o Grêmio, o técnico Rogério Ceni concedeu uma entrevista sincera e com declarações fortes, condicionando sua permanência na equipe a algumas mudanças que precisam ser feitas no clube. Antes mesmo do protesto realizado em frente à sede, a organizada do Cruzeiro já havia manifestado seu apoio ao treinador celeste. Além de membros da atual diretoria, as insatisfações do torcedor também são contra alguns jogadores. Thiago Neves e Edilson são os mais cobrados.

Fora da Libertadores e da Copa do Brasil, o Cruzeiro perdeu consideravelmente parte de suas receitas para o ano. A diretoria enfrenta dificuldades financeiras e não está com o salário dos jogadores e funcionários em dia. Somente com o Brasileirão pela frente, o clube luta para deixar as últimas colocações e se afastar da zona do rebaixamento. Hoje, a Raposa é o primeiro time fora do Z-4, com apenas três pontos a mais que o Fluminense, primeiro integrante da zona da degola.