Topo

Clayton treina duas vezes e já vira titular do ataque do Vasco

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

09/09/2019 04h00

Vanderlei Luxemburgo chegou ao Vasco e logo se viu com um problema nas mãos. Sem contar com Maxi López, que deixou o clube, o treinador parecia não confiar nas opções que tinha no elenco para o comando do ataque. Ribamar e Tiago Reis perderam espaço após a saída de Aberto Valentim e viram o novo treinador improvisar na posição. Marquinho, Valdívida e Marrony foram testados como nove, mas nenhum deles agradou.

O Vasco foi ao mercado da bola e não encontrou um centroavante propriamente. Porém, viu em Clayton as características necessárias para resolver o problema do ataque. Tanto que o jogador chegou por empréstimo e precisou de apenas dois treinos para ser confirmado por Luxemburgo como titular.

Contra o Bahia, ele teve bom desempenho -- até por se tratar de uma estreia. Com bastante movimentação, deu as opções que o treinador esperava, mas teve poucas oportunidades de marcar. No primeiro tempo, deu bom chute da entrada da área, mas viu Douglas fazer boa defesa.

No segundo tempo, não conseguiu mostrar seu melhor futebol. Até porque o time levou dois gols rapidamente no início da etapa e ele acabou substituído. Os mais atentos, no entanto, perceberam que é um jogador de qualidade e que poderá dar certo no comando do ataque vascaíno.

"É continuar treinando. Não tem como ser diferente. Fazer bastante finalização. É continuar. Contra o São Paulo foi diferente. Acho que nada é fugir do que é o futebol. Tem de continuar. Nós estamos treinando para caramba para poder melhorar", comentou Luxemburgo sobre as finalizações da equipe.

Com 20 pontos, o Vasco é o 15º colocado e ainda tem uma gordura mínima em relação à zona de rebaixamento. A Chapecoense, primeiro time na degola, soma 14 pontos e encara o CSA neste domingo, em Alagoas. O Cruzmaltino volta a campo no próximo sábado contra a própria Chape, na Arena Condá.