Topo

Liziero vive sequência mais longa em 2019 e lidera São Paulo em desarmes

Contra o Inter, no Beira-Rio, volante chegou ao quinto jogo consecutivo no São Paulo - Rubens Chiri / saopaulofc.net
Contra o Inter, no Beira-Rio, volante chegou ao quinto jogo consecutivo no São Paulo Imagem: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

09/09/2019 04h00

Os 53 minutos jogados no sábado (7) representaram para Liziero um passo importante em sua temporada marcada por lesões. O volante chega ao quinto jogo seguido em campo pelo São Paulo. Mesmo ainda sem atuar por 90 minutos, esta é sua sequência mais longa em 2019.

Para os são-paulinos, o fato deve ser comemorado. Liziero tem 17 desarmes no Brasileirão. É apenas o oitavo são-paulino em números absolutos neste quesito, mas, na média, rouba uma bola a cada 31 minutos em campo, o melhor desempenho entre os jogadores usados com frequência por Cuca (Léo Pelé fica ligeiramente acima, mas não é tão utilizado) - os dados são do footstats.

O volante só esteve à disposição em oito rodadas desde Brasileirão porque perdeu 80 dias em tratamento por um entorse grave no tornozelo direito. Voltou na vitória sobre o Ceará e, desde então, sempre foi titular. Mesmo substituído em todos os jogos disputados neste período, Liziero emplaca cinco partidas consecutivas. Ele havia jogado quatro partidas em janeiro, outras quatro no mata-mata do Paulistão e mais três em maio.

Contra o Internacional, no sábado, Liziero começou bem, armando o São Paulo por dentro e dando início a pelo menos duas jogadas de perigo. Depois, caiu de produção junto com o time e saiu para a entrada de Gabriel Sara, um meia de maior chegada, quando Cuca resolveu fazer substituições ofensivas.

O volante deve ser mantido como titular nesta semana, que serve de preparação para a partida contra o CSA, às 19 horas (de Brasília) de domingo (15), no Morumbi. O jogo vale pela 19ª rodada e marca o final do primeiro turno do Campeonato Brasileiro.