Topo

Seleção Brasileira


Agora chefe da seleção, Juninho encontra dupla que o superou na Inglaterra

Juninho Paulista se tornou ídolo do Middlesbrough com gols e até título - Nick Potts - PA Images/PA Images via Getty Images
Juninho Paulista se tornou ídolo do Middlesbrough com gols e até título Imagem: Nick Potts - PA Images/PA Images via Getty Images

Bruno Grossi

Do UOL, em Los Angeles (EUA)

09/09/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Juninho Paulista defendeu o Middlesbrough três vezes entre as décadas de 1990 e 2000
  • O ex-meia marcou 29 dos 34 gols pelo Middlesbrough no Campeonato Inglês
  • Essa marca foi a maior entre os brasileiros na Premier League até 2017
  • Philippe Coutinho e Roberto Firmino, hoje com Juninho na seleção, a ultrapassaram

Hoje, Juninho Paulista é dirigente de futebol. Trabalha há dois meses como coordenador de seleções da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Mas sua história como jogador ainda está fresca na memória de torcedores e nos números. Dentro e fora do país. Afinal, há dois anos, o ex-meia era o brasileiro com mais gols na história do Campeonato Inglês.

Juninho foi ídolo pelo modesto Middlesbrough, que hoje disputa a segunda divisão inglesa. Foram três passagens pelo clube, com um título de Copa da Liga Inglesa, 155 jogos e 34 gols. Desses tentos, 29 foram marcados na Premier League. Um recorde que só foi derrubado em 2017 por dois jogadores que hoje são seus subordinados na seleção brasileira.

O primeiro a ultrapassar a marca do chefe foi Philippe Coutinho. Contratado pelo Liverpool em 2012, o meia chegou aos 30 gols no Campeonato Inglês em abril de 2017. Quando se transferiu para o Barcelona, no início de 2018, já tinha alcançado 41 tentos.

E o novo recordista brasileiro na Premier League também vem do Liverpool, ainda com tempo para ampliar a marca. Roberto Firmino chegou aos "Reds" em 2015, deixou Juninho para trás em dezembro de 2017 e já tem 50 gols só no Inglês.

Outros dois jogadores frequentes da seleção também podem superar o recorde de Juninho, atualmente em terceiro na lista de artilheiros do Brasil no Inglês. Gabriel Jesus, desde janeiro de 2017 no Manchester City e que está suspenso nesta data Fifa, tem 25 gols na liga local. E Richarlison, que pôde conhecer Juninho nesta convocação, fez 20 gols pelo Everton desde agosto de 2017.

Firmino chegou a 50 gols na Premier League em jogo contra o Burnley - Reuters/Carl Recine
Firmino chegou a 50 gols na Premier League em jogo contra o Burnley
Imagem: Reuters/Carl Recine

Atenção especial aos sucessores na seleção

Coutinho e Firmino vivem fase de reafirmação na seleção brasileira. O meia teve passagem apagada pelo Barça e foi emprestado para o Bayern de Munique, em uma transferência que animou a comissão técnica de Juninho e Tite. Eles acreditam que o clube alemão dará mais sequência e confiança ao brasileiro em uma função mais parecida com a que é exercida por ele na seleção.

Contra a Colômbia, na última sexta-feira, Coutinho voltou a jogar bem. O camisa 11 não teve boas jornadas na Copa América, mas voltou com mais movimentação nesse amistoso e deu belo lançamento para iniciar a jogada do gol de Neymar.

Já Firmino convive com a desconfiança do público brasileiro, que pouco o assistiu pelo Figueirense, antes de ele tentar a sorte na Europa e construir por lá produtiva carreira. Para os mais conservadores, as dúvidas também passam pelo fato de não ser um centroavante tradicional. Não é parrudo, não é alto e nem fica preso na área. Só que é justamente esse estilo diferente que atrai tanto a Tite.

"Firmino é '9' de verdade. O que falta às vezes é uma coordenação da equipe para chegar nos espaços que ele abre, e esse é um desafio para a comissão técnica. O Firmino é peça importante para essa coordenação. Vamos trabalhar para que essa sincronia possa existir", destacou o treinador após o empate com a Colômbia.

Mais Seleção Brasileira