Topo

Seleção Brasileira


Neymar se chateia com negócio frustrado e PSG espera reação com o Brasil

Neymar tem a confiança de Tite na seleção brasileira - Lucas Figueiredo/CBF
Neymar tem a confiança de Tite na seleção brasileira Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Bruno Grossi e João Henrique Marques

Do UOL, em Miami (EUA) e Paris (FRA)

03/09/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Janela de transferências na Europa fechou ontem e Neymar seguiu no PSG
  • Desejo do jogador brasileiro era voltar a defender o Barcelona, mas foi frustrado
  • PSG sabe que Neymar ficou abalado com o desfecho das negociações
  • A aposta dos franceses é que a seleção brasileira poderá fazer bem ao astro

Nos bastidores do Paris Saint-Germain, a tranquilidade com o fato de o encerramento da janela internacional de transferências coincidir com a data Fifa sempre esteve presente. E é na seleção brasileira que Neymar tenta se recuperar do trauma causado pela negociação fracassada com o Barcelona. O atacante passou por um final de semana pesado, segundo relato de pessoas próximas. Um duro golpe de realidade em quem conviveu com altos e baixos nos últimos três meses.

Na última semana, Neymar viveu justamente o momento de maior euforia do período. Foi quando o Barcelona apresentou a tão esperada proposta ao PSG e passou mensagens otimistas ao atacante. "Façam as malas" era o recado de Neymar aos amigos mais íntimos, como se já os convidasse para a apresentação na Catalunha. A montanha russa de emoções, no entanto, teve seu episódio de maior tristeza no sábado, quando decidiu, em conjunto com o Barcelona, encerrar o drama vivido sem querer prolongar a novela para até segunda-feira.

Neymar lutou para sair do PSG. Passou até por treinamentos afastado pelo bem estar do elenco, e nem sequer foi aos jogos do time no Parque dos Príncipes — vitórias por 3 a 0 diante do Nimes e 4 a 0 contra o Toulouse. O esforço ainda incluía ignorar o clube francês em suas redes sociais, e deixar claro aos dirigentes não ter a intenção de atuar antes do encerramento do mercado.

Se a data Fifa traz alívio ao PSG, já que Neymar terá tempo e espaço para se reanimar, o baque com o fim do sonho de voltar ao Barcelona é preocupação na seleção brasileira. O atacante ainda não jogou nenhuma vez na temporada europeia e não entra em campo desde junho, quando lesionou o pé direito e precisou ser cortado da Copa América.

A aposta da comissão técnica para levantar o astral do atacante antes dos amistosos contra Colômbia e Peru está no bom ambiente que ele tem no plantel canarinho. A chegada de Neymar foi muito comemorada pelos jogadores, que fazem questão de exaltar a presença do craque. O grupo confia em seu maior astro. Para o campo e para a convivência diária.

Seleção brasileira treina no CT do Miami Dolphins para amistosos nos EUA

UOL Esporte

Mais Seleção Brasileira