Topo

Futebol


Destaque do Goiás fala sobre dependência química: "Todos dias são uma luta"

Michael falou sobre a luta constante contra a dependência química - Rosiron Rodrigues/ GEC
Michael falou sobre a luta constante contra a dependência química Imagem: Rosiron Rodrigues/ GEC

Do UOL, em São Paulo

26/08/2019 19h30

O atacante Michael, destaque do Goiás nesta edição do Campeonato Brasileiro, falou sobre a luta constante que vive para superar a dependência química.

"É difícil, mas graças a Deus estou superando. Todos os dias são uma luta. Se você não vai conseguir ficar em um ambiente com bebida, é melhor se retirar. Eu saio. Muitas vezes me dá vontade de beber, de fumar, não vou mentir. Sou ser humano. Só que eu olho para o céu, é de lá que vem nosso socorro. Eu tento me desviar do caminho do mal. Se eu voltar a fazer isso, nunca mais vou jogar futebol", explicou o atleta, antes de complementar.

"Através do futebol tento ser alegre, feliz, e mostrar para os meninos que eles não precisam fazer as coisas erradas, mas que eles podem jogar futebol e dar orgulho para a família também."

Já ao falar sobre sua carreira, Michael analisou o golaço que marcou contra o Internacional. No lance, o atacante limpa dois marcadores antes de bater para empatar a partida, que terminou com vitória do clube alviverde por 2 a 1.

"Lá no terrão (onde começou a carreira) você tem que se adaptar. O jeito que eu me adaptava lá era o drible. Eu uso isso no profissional. Eu acho que faço coisas que muitos não tem coragem de fazer. Às vezes as pessoas ficam com medo de ouvir críticas ou serem vaiados, mas eu não me preocupo. Eu me preocupo em dar alegria ao torcedor. Quando eu era torcedor, gostava do futebol bonito. Hoje, procuro passar isso."

Mais Futebol