Topo

Futebol


Tuchel sobre Neymar: "Sabe que não é fácil convencer que está aqui por nós"

Neymar participa de treino com o Paris Saint-Germain no dia 17 de agosto de 2019 - Franck Fife/AFP
Neymar participa de treino com o Paris Saint-Germain no dia 17 de agosto de 2019 Imagem: Franck Fife/AFP

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris (FRA)

17/08/2019 09h24

Durante coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje após o treino do Paris Saint-Germain, o técnico Thomas Tuchel não teve como escapar do assunto Neymar. O comandante da agremiação da capital da França disse que o brasileiro tem a consciência de que é difícil convencer o clube de que ele está focado em voltar a jogar e entrar de 'corpo e alma' no time.

"Não falei com ele, mas sei que ele é sensível. Estou convencido que ele sabe que não é fácil entrar e convencer a todos que ele está aqui por nós, mas esse é o desafio que temos e devemos superar juntos. Eu vou sempre protegê-lo e ao mesmo tempo vou encorajá-lo e esperá-lo no melhor nível possível", declarou Tuchel.

Neymar participou dos treinamentos com o restante do elenco durante os 15 minutos iniciais. Depois, quando os jogadores foram realizar o trabalho tático, o atacante brasileiro saiu de campo para se exercitar individualmente.

Nos últimos dias, Neymar tem treinado separado do restante do elenco. A explicação oficial é que o atacante seguia um programa individual para concluir a recuperação da lesão no tornozelo direito sofrida em junho, motivo pelo qual foi cortado da Copa América.

O futuro do jogador é alvo de várias especulações, principalmente desde que PSG e Barcelona reconheceram abertamente as negociações para uma eventual volta de Neymar à Catalunha. Representantes do Barça se reuniram no começo da semana passada em Paris com o diretor esportivo da equipe parisiense, Leonardo, mas a situação está travada.

"Hoje não temos solução de ele sair do clube e nada mudou. Nossa relação é a mesma porque é algo dele com o clube. Se ele não encontrar solução, ele fica aqui com a gente. Ele tem contrato aqui de três anos. E nada mudou", acrescentou Tuchel.

O PSG entra em campo amanhã, às 16 horas (de Brasília), para jogar contra o Rennes, pela segunda rodada do Campeonato Francês. Neymar não foi incluído na lista de relacionados para a partida.

Mais Futebol