Topo

Futebol


Vasco aciona o STJD para ter Talles Magno contra o Flamengo

Atacante Talles Magno, de 17 anos, virou pivô de um imbróglio entre o Vasco e a CBF  - Rafael Ribeiro / Vasco.com.br
Atacante Talles Magno, de 17 anos, virou pivô de um imbróglio entre o Vasco e a CBF Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco.com.br

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

16/08/2019 12h18

O Vasco tenta até o último momento escalar o atacante Talles Magno para o clássico de amanhã (17), contra o Flamengo, no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). O clube acionou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na tentativa de obter uma liminar que garanta o jovem de 17 anos na partida. A informação inicial é do Extra e foi confirmada pelo UOL Esporte junto ao departamento jurídico vascaíno.

Talles foi convocado pela seleção brasileira sub-17 para um período de dois amistosos contra o Chile (ontem e amanhã). O Vasco, por sua vez, não quis liberar o atleta, que seguiu com a delegação para a Capital Federal.

O Cruz-maltino, então, tentou uma desconvocação do jogador junto a CBF, mas a entidade máxima do futebol brasileiro não cedeu e manteve o impasse.

Internamente no Vasco há um consenso de que a escalação de Talles Magno só será efetuada caso o clube tenha embasamentos jurídicos para tal. Se isso não ocorrer, o Cruz-maltino não o colocará em campo para evitar possíveis punições.

Branco se mostra irredutível

Coordenador de base da CBF, Branco se mostrou irredutível em relação ao caso durante entrevista coletiva hoje (16) de manhã na sede da entidade. Segundo o ex-jogador, não há a possibilidade de Talles Magno ser desconvocado:

"A questão do Talles serve para ele e todos os convocados. Não abrimos mão dos melhores. Estávamos indo com a quarta e quinta opção. Não ganhávamos nem torneios. A gente quer top do top. Jogador que é convocado não vai ser mais desconvocado. Talles até outubro e dezembro era pouco conhecido, agora é muito conhecido. Temos um ano e meio para o Mundial sub-20. Os melhores virão. Talles é um dos melhores. Não vamos abrir mão dele, que fique bem claro".

Mais Futebol