Topo

Espanhol - 2019/2020


Real gastou R$ 1,3 bi para voltar a dominar a Espanha, mas começa em crise

Real Madrid desembolsou 100 milhões de euros para contratar Hazard - Leonardo Prieto/Action Plus/Getty Images
Real Madrid desembolsou 100 milhões de euros para contratar Hazard Imagem: Leonardo Prieto/Action Plus/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

16/08/2019 04h00

Em seu retorno ao Real Madrid, Zinedine Zidane avisou que o Campeonato Espanhol seria a prioridade. Terceiro colocado nas últimas duas temporadas, a equipe merengue não conquista o título nacional desde 2016/17.

"No próximo ano vamos tentar começar o Espanhol da melhor maneira. La Liga é dia a dia. É muito importante desde a pré-temporada. Vamos tentar começar muito bem, porque se não, outra vez, será complicado. No próximo ano, o Campeonato Espanhol tem que estar como o primeiro objetivo, seguramente", disse Zidane na época.

Para conseguir cumprir o esperado por Zidane, o Real Madrid abriu a carteira e investiu pesado na janela de transferências. Ao todo, são seis novos reforços para o elenco, em uma soma gasta de 305,5 milhões de euros (R$ 1,3 bilhão).

A principal contratação da janela foi o belga Eden Hazard, que custou 100 milhões de euros (R$ 443,2 milhões). Além dele, chegaram o atacante Luka Jovic (R$ 265,9 milhões), o zagueiro Éder Militão (R$ 221,6 milhões), o lateral-esquerdo Ferland Mendy (R$ 212,7 milhões), o meia Alberto Soro (R$ 11 milhões) e o atacante brasileiro Rodrygo (R$ 199,4 milhões), que já havia sido contratado no ano passado, mas se apresentou apenas em junho deste ano.

Mesmo com os reforços, a pré-temporada do Real Madrid deixou o torcedor preocupado. Em sete amistosos disputados, os comandados de Zidane venceram apenas três, sendo um deles nos pênaltis contra o Arsenal. O ponto de maior crise da fase de preparação foi a goleada de 7 a 3 sofrida para rival Atlético de Madri.

Ainda sem encontrar o time ideal, Zidane tem feito mudanças constantes para tentar acertar a equipe. Em uma das tentativas, testou uma formação com três zagueiros, com o objetivo de liberar o lateral Marcelo para chegar ao ataque.

Atlético de Madri também investe pesado

Enquanto o maior rival vive um início turbulento, o Atlético de Madri nada em águas calmas após vencer os seis jogos que fez na pré-temporada. Vice-campeão espanhol nas últimas duas temporadas, o clube investiu pesado para tentar voltar a conquistar o título nacional e sonhar com a Liga dos Campeões.

REUTERS/Juan Medina
Imagem: REUTERS/Juan Medina

A equipe comandada por Simeone aproveitou a venda de Griezmann ao Barcelona por 120 milhões de euros para fortalecer o elenco. Chegaram o jovem atacante João Félix (R$ 558,6 milhões), o volante Marcos Llorente (R$ 133 milhões), o zagueiro Mario Hermoso (R$ 110,8 milhões), o lateral-direito Kieran Trippier (R$ 97,5 milhões), o zagueiro Felipe (R$ 88,6 milhões) e o lateral-esquerdo Renan Lodi (R$ 88,6 milhões).

As atuações de João Félix são as mais esperadas na nova temporada. Considerado a grande promessa do futebol português, o atacante de 18 anos ofuscou o compatriota Cristiano Ronaldo em amistoso recente. Félix foi o autor de um dos gols da vitória por 2 a 1.

Barcelona ainda sonha com Neymar

Philippe Wojazer/Reuters
Imagem: Philippe Wojazer/Reuters

Atual bicampeão espanhol, o Barcelona tem como claro objetivo para a temporada a Liga dos Campeões. Ainda assim, a chegada do francês Antoine Griezmann, aliada à presença de Lionel Messi, colocam a equipe como uma das favoritas ao título espanhol.

Além da chegada de Griezmann, o Barcelona ainda mantém esperanças de repatriar Neymar. Na reunião mais recente, o PSG fez jogo duro para liberar o atacante. O clube francês não aceita negociá-lo por menos de 222 milhões de euros. O Barça cogitou oferecer Philipe Coutinho e Ivan Rakitic no negócio para contratar o brasileiro.