Topo

Papagaio quase saiu do Atlético-MG por falta de chances. Agora será titular

Rafael Papagaio  - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Rafael Papagaio Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

16/08/2019 04h00

Rafael Papagaio quase deixou o Atlético-MG em meados de junho. Na mira de Chapecoense, Sport e Vitória, cogitou a saída da Cidade do Galo, onde está por empréstimo vindo do Palmeiras. Dois meses mais tarde, ele terá a primeira oportunidade entre os titulares de Rodrigo Santana.

Escolhido para atuar diante do Athletico Paranaense, amanhã, na Arena da Baixada, o atacante de 20 anos parecia completamente fora dos planos da comissão técnica há dois meses. Com as fases de Alerrandro e Ricardo Oliveira até a paralisação para a Copa América - fizeram 13 gols cada até aquele momento -, ele havia disputado quatro minutos somente sob a batuta do sucessor de Levir Culpi. Além disso, ficou entre os suplentes sem atuar em seis oportunidades. Neste período, para se ter ideia, Rodrigo Santana comandou a equipe em 17 duelos.

A negociação do jogador não era descartada pelo departamento de futebol alvinegro. Tanto treinador quanto diretoria cogitaram atender ao desejo do jovem, desde que houvesse autorização do Palmeiras e acordo com um novo clube. As conversas, à época, não avançaram, e Rafael Papagaio teve que seguir em Belo Horizonte.

Depois do retorno do calendário brasileiro, o jogador entrou em campo diante da Chapecoense. Foram 13 minutos ao lado dos companheiros, mas o suficiente para convencer a comissão técnica ao dar uma assistência para Iago Maidana marcar um dos gols do triunfo por 2 a 1.

A atuação na Arena Condá e a queda de produção de seus principais concorrentes por uma vaga no time mudaram a vida do garoto na Cidade do Galo. Rafael Papagaio passou a ser usado com mais frequência. Ele entrou em campo diante do Botafogo, pela Sul-Americana, e nos jogos contra Goiás e Cruzeiro, ambos pelo Brasileirão.

Agora, ele vira um nome com mais chances na equipe mineira. Não à toa deve substituir Ricardo Oliveira, que será poupado, no jogo de amanhã, às 19h (de Brasília), contra o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A ideia do treinador é entrar em campo com a seguinte escalação: Cleiton; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Ramón Martínez, Elias, Juan Cazares, Vinícius e Yimmi Chará; Rafael Papagaio.

O centroavante está emprestado ao clube mineiro até o fim de 2019. O Galo tem a preferência de compra do garoto e precisa se manifestar em relação a isso até 30 de novembro para ativar a cláusula. Se quiser adquiri-lo em definitivo, terá que pagar 3,5 milhões de euros (R$ 15,5 milhões na cotação atual) para ficar com 50% dos direitos econômicos.