Topo

Por que o Santos não fechou com Lucas Silva, volante do Real Madrid

Lucas Silva defendeu as cores do Cruzeiro entre fevereiro de 2017 e junho de 2019 - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Lucas Silva defendeu as cores do Cruzeiro entre fevereiro de 2017 e junho de 2019 Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Alexandre Araújo, Eder Traskini e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Santos

02/08/2019 04h00

Lucas Silva deixou o Cruzeiro em 30 de junho passado e, por pouco, não permaneceu em uma equipe do Brasil. À procura de um volante, o Santos foi quem mais demonstrou interesse na contratação do jogador. Houve também procura de Athletico-PR e Fluminense.

A pedido de Jorge Sampaoli, o clube da Vila Belmiro entrou em contato com o estafe do meio-campista para tentar uma manutenção no Brasil. Contudo, dois aspectos impediram a ida do atleta de 25 anos para São Paulo: o valor exigido pelo Real Madrid, com quem tem contrato até junho de 2021, e o desejo de seguir na Toca da Raposa II.

O principal obstáculo foi o montante pedido pelos espanhóis. O clube do Santiago Bernabéu deseja pelo menos três milhões de euros (R$ 12,7 milhões) para negociá-lo em definitivo. A exigência é considerada elevada para os padrões do futebol brasileiro.

Após uma primeira tentativa, o Santos se assustou com a exigência feita pelo Real Madrid. O Peixe até insistiu na contratação de Lucas Silva. No entanto, os europeus mantiveram o pedido e acabaram afastando a equipe do negócio.

A diretoria santista mudou de alvo ao final da janela e chegou a ficar perto da contratação de Walace, ex-Grêmio, mas o negócio também acabou não saindo.

Outro problema é o desejo do próprio atleta. Lucas Silva gostaria de seguir no Brasil. Entretanto, o seu desejo era permanecer no Cruzeiro, clube que o revelou. O meio-campista conquistou quatro títulos relevantes pelo time - duas edições do Brasileirão (2013 e 2014) e duas da Copa do Brasil (2017 e 2018) - e acredita que seguir na Toca da Raposa II era a melhor opção.

Outros dois clubes manifestaram interesse na contratação do volante: Athletico-PR e Fluminense. No entanto, nenhum deles apresentou oferta para contratar o atleta. Os cariocas fizeram três consultas para saber a sua situação no estádio Santiago Bernabéu a pedido de Fernando Diniz. A diretoria, no entanto, nega que tenha ido atrás do meio-campista.

Diante disso, Lucas Silva não permaneceu no futebol brasileiro. O Genoa, da Itália, demonstrou interesse pelo atleta e apresentou uma oferta de 2,5 milhões de euros (R$ 10,6 milhões na cotação atual) com contrato de quatro anos de duração. O negócio, no entanto, está emperrado. O Real Madrid bate o pé e exige os três milhões de euros para liberar o brasileiro.

Na tarde de ontem, a imprensa europeia informou que o Fenerbahçe, da Turquia, também tem interesse no jogador. O UOL apurou que a procura dos turcos ainda é incipiente.