Topo

Esporte


Rodrygo faz golaço de falta, mas Real leva 3 e perde para o Bayern nos EUA

Rodrygo fez um golaço em sua estreia com a camisa do Real Madrid - Kevin Jairaj-USA TODAY Sports
Rodrygo fez um golaço em sua estreia com a camisa do Real Madrid Imagem: Kevin Jairaj-USA TODAY Sports

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/07/2019 22h58

O Real Madrid estreou com derrota no torneio amistoso Copa Internacional dos Campeões na noite de hoje (20), mas pôde ver o talento de Rodrygo. O atacante ex-Santos, que entrou no segundo tempo da partida, sofreu falta, cavou a expulsão do goleiro e fez um golaço na cobrança. Antes, no entanto, o Bayern de Munique tinha feito três no NRG Stadium, em Houston (Texas). Tolisso, Lewandowski e Gnabry garantiram o 3 a 1 para os alemães.

Com um time para cada tempo, os merengues cederam espaços com os 11 titulares e sentiram a pressão na defesa com a garotada. Depois que Lewandowski fez o segundo gol, no talento, o Bayern foi muito superior e poderia ter vencido por mais. Ponto positivo foi o camisa 27, que atuou improvisado no meio-campo, mas apresentou seu 'cartão de visitas'.

Dando sequência ao torneio amistoso, o Real enfrenta o Arsenal na próxima terça-feira (23). No mesmo dia, o clube alemão enfrenta o Milan.

Quem foi bem: Neuer e Rodrygo

O goleiro alemão garantiu o 1 a 0 para a sua equipe na primeira etapa. Diante do Real Madrid titular, Neuer fez três defesas importantes -- duas delas em chutes de Benzema, dentro da área. No segundo tempo, ele deu lugar a Ulreich. Por falar nele, o arqueiro foi expulso em falta cavada por Rodrygo. Na cobrança, o brasileiro demonstrou brilho, acertou o ângulo e fez um golaço.

Quem foi mal: Benzema

AARON M. SPRECHER/AFP
Imagem: AARON M. SPRECHER/AFP

O atacante francês não começou a pré-temporada com o "pé direito". E não foi por falta de oportunidade. Benzema, que atuou durante os primeiros 45 minutos, perdeu pelo menos quatro gols. Em duas delas, parou em Neuer em chutes fracos; em outra, tentou encobrir o alemão, mas mandou para fora.

Rodrygo brilha mesmo improvisado

Zidane encontrou uma saída para colocar em campo as principais opções de ataque que tinha no banco. Vinicius Júnior na esquerda, Jovic centralizado e Lucas Vázquez na direita. E o Rodrygo? O ex-jogador do Santos, também estreante na noite, dividiu o meio-campo com Kubo e Jaime Valenciano, e brilhou mesmo improvisado.

Sofreu algumas faltas, deu bons passes e pareceu tranquilo no teste. Já com 3 a 0, acreditou num lance de erro da zaga rival e conseguiu a expulsão de Ulreich em falta fora da área. Na cobrança, um chute forte no canto do goleiro balançou a rede.

Hazard tem estreia discreta

Hazard não demonstrou todo o seu potencial na primeira partida pelo Real. Bastante marcado por Kimmich, e visivelmente sem entrosamento com os novos companheiros, ele demorou para se soltar. Quando sofreu uma falta, já na parte final da etapa inicial, ganhou o apoio da torcida, que preferia e vibrava muito mais com os espanhóis do que o contrário. Um chute cruzado, aos 38 minutos, que Neuer espalmou, foi a melhor contribuição do belga.

Atuação do Real Madrid

A equipe de Zidane teve duas formações completamente diferentes, mas com atuações parecidas. A equipe inicial, com Marcelo, Isco e Hazard, propôs o jogo, teve diversas chances para balançar as redes, mas viu o Bayern, rápido nos contra-ataques, marcar. Na segunda etapa, com jovens e outros estreantes, sofreu do mesmo problema. Quando pôde, Navas respondeu bem e fez defesas importantes.

Atuação do Bayern de Munique

O Bayern deixou o adversário a maioria do tempo com a bola e se defendeu. No ataque, a equipe de Niko Kovac apostou em lances rápidos para aproveitar os buracos dados pelo time merengue. A estratégia rendeu uma "vitória simbólica" diante dos titulares do Real no primeiro tempo, por 1 a 0.

Cronologia do jogo

O jogo começou agitado, com a equipe de Zidane dominando. O gol só não saiu porque Benzema não finalizou bem três bolas. Em duas delas, o atacante completou cruzamento e Neuer fez boas defesas. Na outra, o camisa 9 tentou encobrir o goleiro rival, mas mandou para fora.

Ao passo que se lançava ao ataque, o Real abria a defesa e dava espaços. Foi assim que o Bayern equilibrou um pouco o jogo e abriu o placar. Tolisso bateu e Courtois defendeu. No rebote, o próprio jogador empurrou para as redes.

No segundo tempo, a presença de Lewandowski fez diferença. O camisa 9, que começou na reserva, desequilibrou com um bonito gol. Ele dominou com categoria, girou em cima do zagueiro e bateu no canto. Pouco depois, aos 21 minutos, Gnabry aproveitou vacilo, ajeitou e soltou uma bomba para ampliar. Rodrygo descontou de falta aos 39 minutos.

Esporte