Topo

Futebol


Santos consistente e Flamengo ofensivo reanimam Brasileirão após recesso

De Arrascaeta e Bruno Henrique comemoram goleada do Flamengo sobre o Goiás - Buda Mendes/Getty Images
De Arrascaeta e Bruno Henrique comemoram goleada do Flamengo sobre o Goiás Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

15/07/2019 04h00

O Palmeiras se recusa a perder, passadas dez rodadas do Brasileirão 2019 -- ou 33 rodadas, se formos contar também a edição de 2018. Ainda assim, o Santos agora só aparece três pontos atrás do líder. Algo que sublinha a consistência e valentia do time dirigido por Jorge Sampaoli, cujo orçamento não chega nem perto daquele administrado pelo último invicto do campeonato.

A corrida é longa. Nem mesmo um terço da competição foi disputado ainda, e a profundidade do elenco palmeirense pode fazer a diferença. Com várias trocas em sua escalação, o time de Luiz Felipe Scolari buscou um empate com o São Paulo, frustrando o rival, que não consegue vencer clássicos. Mas, enquanto tem forças, o Santos segue na luta. O Bahia bem sabe: no Pituaçu, o time paulista venceu com gol aos 42min do segundo tempo.

Ao comentar o triunfo e seu décimo gol na temporada, o meia uruguaio Carlos Sánchez deu algumas dicas sobre a mentalidade santista, que dá graça à disputa após o recesso da Copa América. Ele afirmou na saída do gramado que nem queria saber o resultado do clássico realizado, simultaneamente, no Morumbi. "Prefiro assim. O importante é continuar focado e garantir os pontos para se manter bem no restante da temporada. Fizemos um grande trabalho aqui na Bahia e temos que seguir assim, focados. É ir passo a passo", afirmou.

O Santos é o time que segue o Palmeiras mais de perto, por ora. Mas não representa a única ameaça. Afinal, depois de jogarem no sábado à noite, tanto palmeirenses como santistas puderam assistir na manhã de domingo ao atropelo do Flamengo para cima do Goiás no Maracanã: 6 a 1. O suficiente para fazer a equipe assumir a condição de melhor ataque da competição (agora com 21, dois acima do Palmeiras).

Foi o primeiro jogo dos rubro-negros sob a orientação do Jorge Jesus neste campeonato. O português escalou o meio-campo com apenas um volante, Willian Arão, jogando atrás de Diego, Éverton Ribeiro e de Arrascaeta, que marcou três gols. O artilheiro Gabriel também pôs mais dois gols na sua conta. Um espetáculo para os 65.154 espectadores presentes. .

Dentre as novidades pós-Copa América, a goleada flamenguista foi a que mais chamou a atenção, mesmo: Mauro Cezar Pereira e André Rocha, blogueiros do UOL Esporte, ficaram impressionados.

Jorge Jesus também gostou do que viu. Mas quer muito mais. "Foi meu primeiro jogo no Maracanã, e era importante que a equipe jogasse dentro das ideias que estamos trabalhando, com intensidade alta. Foram seis gols, mas poderiam ser sete ou oito, com todo o respeito. Ainda temos muito a melhorar", disse o português. Palmeiras e Santos estão de olho.

Futebol