Topo

Copa do Mundo Feminina - 2019


Rapinoe alfineta Trump em comemoração dos EUA e diz: 'Temos que amar mais'

Brad Penner/USA Today Sports
Imagem: Brad Penner/USA Today Sports

Do UOL, em São Paulo

10/07/2019 16h26

A Copa do Mundo feminina de 2019 foi palco de um duelo de declarações entre Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, e Megan Rapinoe, meia da seleção norte-americana. E a troca de farpas ganhou mais um capítulo hoje.

Campeãs da competição, as norte-americanas foram recebidas com festa em Nova York. Durante o evento, Rapinoe discursou frente ao público, e deu mais uma alfinetada em Trump.

Ao longo do Mundial, a jogadora - defensora de questões de igualdade de gênero - deixou claro que não pretendia visitar a Casa Branca após o torneio; o presidente dos EUA disse que primeiro a equipe teria que ser campeã, mas decidiu que todas estavam convidadas, independente do resultado.

"Temos garotas de cabelo rosa e de cabelo roxo. Temos tatuagens e dreadlocks. Temos garotas brancas, garotas negras e tudo entre elas. Temos garotas héteros e garotas gays. Eu não poderia estar mais orgulhosa de ser co-capitã, ao lado de Carli (Lloyd) e Alex (Morgan), desta equipe. É uma honra liderar essa equipe em campo. Não há qualquer outro lugar em que eu preferia estar - mesmo em uma disputa presidencial. Estou ocupada, me desculpem", disse, bastante aplaudida.

"Temos que ser melhores. Temos que amar mais e odiar menos. Temos que ouvir mais e falar menos. Temos que saber que a responsabilidade é de todo mundo - de todos que estão aqui, de todos que não estão aqui, de todos que não querem estar aqui, que concordam e que discordam. É nossa responsabilidade fazer do mundo um lugar melhor", acrescentou.

A cerimônia em Nova York contou ainda com celebrações da equipe, que desfilou em carro aberto, e discurso de autoridades. O presidente da Federação de Futebol dos Estados Unidos (US Soccer), Carlos Cordeiro, comemorou os investimentos da entidade no futebol feminino, mas ouviu do público cobranças por pagamentos iguais para homens e mulheres na modalidade.

Rapinoe, discreta, fez um agradecimento a Cordeiro. "Você foi incrível nesta Copa do Mundo", disse ela, afirmando que "todo mundo em posição de poder é vaiado". "Ele tem provado, todos os dias desde que assumiu, que está conosco", acrescentou a camisa 15.

Copa do Mundo Feminina - 2019