Topo

Futebol


Neymar avisou ao PSG que quer sair e que não fará pré-temporada

Franck Fife/AFP
Imagem: Franck Fife/AFP

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Paris (França)

08/07/2019 15h00

Neymar avisou ao Paris St. Germain na semana passada que não quer mais jogar pelo clube. O anúncio foi feito em uma reunião telefônica com o novo diretor do clube, o brasileiro Leonardo. Na conversa, o dirigente apresentou o projeto que criou para o PSG. Neymar, então, elogiou as ideias, mas reforçou que seu desejo é sair.

Nesta segunda-feira (8), o atacante não se reapresentou com o restante do grupo para a pré-temporada. Os jogadores que não estavam com seleções nacionais fazem exames físicos e médicos até terça-feira no hospital americano em Neuilly sur Seine, na capital francesa. A partir de quarta-feira, os jogadores vão para campo no CT do clube, em Saint-Germain-en-Laye, cidade que fica a cerca de 30 quilômetros do centro de Paris.

Neymar esteve no domingo (07) na decisão da Copa América, no Maracanã, e assistiu ao jogo entre Brasil e Peru, que terminou com o título brasileiro. Ele marcou presença em um camarote ao lado do filho. Campeões da Copa América, Thiago Silva e Marquinhos ganharam folga extra e só se reapresentam em três semanas ao técnico Thomas Tuchel. O francês MBappé, que tinha mais um dia de folga, se reapresentou normalmente com o elenco.

Oficialmente, o staff de Neymar diz que a ausência na pré-temporada já era prevista: "Temos agenda tanto comerciais quanto institucionais. E essas datas já estavam previamente agendadas há meses. E o PSG foi informado inclusive ano passado participou desses eventos [SIC]", diz comunicado enviado para o UOL. "O Instituto realiza esse evento há 5 anos e todos sabem dessas datas. Dia 10 temos programado a gravação das chamadas para o evento de final de ano do Instituto Neymar Jr. Dia 13/07, ele tem Neymar Jr's Five. Após essas datas ele se apresentará normalmente no dia 15/07, conforme informado há semanas para o clube", conclui a nota.

A reportagem do UOL Esporte apurou que a conversa com Leonardo não foi a primeira em que Neymar manifestou seu desejo de sair de Paris para membros do PSG. No fim da temporada passada, durante um evento de gala do clube, o atacante avisou aos outros brasileiros do elenco (Thiago Silva, Marquinhos e Daniel Alves, que na época ainda tinha contrato com o clube) que não queria voltar. O mesmo foi dito a Nasser Al-Khelaifi, o presidente do clube.

A vontade de Neymar, porém, não é uma garantia para sua saída ser facilitada. O contrato do jogador com o clube não prevê multa rescisória e o PSG costuma endurecer negociações com atletas insatisfeitos - a saída do volante Rabiot, que ficou encostado antes de acertar com a Juventus, é um exemplo. O brasileiro ainda tem três anos de contrato.

A ausência, porém, só aumenta as especulações envolvendo Neymar e seu ex-clube, o Barcelona. Na última semana, o presidente do clube catalão, Josep Maria Bartomeu, concedeu uma coletiva de imprensa e falou sobre os rumores: "Sabemos que ele quer sair do PSG, mas também sabemos que o PSG não quer que ele saia. Não há nada", afirmou o dirigente. "Não falamos de jogadores de outros times por respeito institucional".

A imprensa espanhola também especula o nome do brasileiro no Real Madrid.

Mais Futebol