Topo

Esporte


Eliminada sem sofrer gols, Colômbia se vê fortalecida após a Copa América

James Rodríguez, durante partida entre Colômbia e Chile - REUTERS/Henry Romero
James Rodríguez, durante partida entre Colômbia e Chile Imagem: REUTERS/Henry Romero

Diego Salgado, José Edgar de Matos e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

29/06/2019 12h00

Em uma partida emocionante mesmo com o placar de 0 a 0, a Colômbia acabou sendo eliminada da Copa América após a derrota para o Chile nos pênaltis. Com tal resultado, a equipe cafeteira deixou a competição sem saber o que é sofrer gols. No total, foram três vitórias na fase de classificação e o empate de ontem (28), na Arena Corinthians. O desempenho deu moral para o time do técnico Carlos Queiroz.

"Seguramente a nossa imagem é melhor agora do que antes do início da Copa América. Não tínhamos levado um gol na primeira fase. Mas hoje vamos para casa com esse gosto amargo por causa da eliminação nos pênaltis", lamentou Cuadrado.

A performance motivou a equipe para começar a sua jornada nas Eliminatórias para a Copa de 2022, no Qatar. "Fizemos o nosso melhor, mas agora é levantar a nossa cabeça. É uma lástima termos saído", completou Cuadrado.

Um dos jogadores mais experientes do elenco cafeteiro, Falcao García também tenta ver de maneira positiva o trabalho desenvolvido por Carlos Queiroz e faz o possível para motivar os colegas.

"Não tem outro caminho que não seja levantar a cabeça e lutar. Essa é a palavra: lutar. A minha mensagem para o elenco é de seguir nesta batalha", afirmou Falcao, de 33 anos.

"Estou triste porque saímos mais uma vez assim, nos pênaltis, como aconteceu na Copa do Mundo de 2018 contra a Inglaterra. Mas é trabalhar porque vão surgir coisas boas. Estamos fazendo o nosso melhor pela Colômbia e por nossos familiares. O técnico é uma pessoa muito inteligente e tem feito um grande trabalho", disse Mina.

Mais Esporte