Topo

Esporte


Rueda comanda Chile contra pupilos colombianos por vaga na semi

Reinaldo Rueda à beira do campo durante partida do Chile  - Marcello Zambrana/AGIF
Reinaldo Rueda à beira do campo durante partida do Chile Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Diego Salgado, José Edgar de Matos e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

28/06/2019 04h00

Quando entrar na Arena Corinthians, hoje, a partir das 20h (horário de Brasília), para comandar a seleção chilena contra a Colômbia pelas quartas de final da Copa América, Reinaldo Rueda vai viver uma emoção diferente. Além de enfrentar o seu próprio país, o treinador vai reencontrar velhos conhecidos. Referência para uma geração da equipe, ele teve papel importante na formação de vários atletas.

"Vou enfrentar a Colômbia, sendo que eu tenho um grande carinho e muito respeito porque somos orgulhosos do que fizemos. Temos vínculo próximo de amizade e satisfação de ter contribuído com orientação e ver que alguns têm e tiveram carreira brilhante, digna de orgulho do povo colombiano. São duas frentes: o coração e o cérebro. O dever está com o cérebro e o coração aqui [mostra o peito]. O cérebro trabalha com a razão, temos que agir com a razão, e a razão está com o Chile", disse o treinador, que aprendeu o hino chileno.

"Penso que respeito e cultura são importantes, porque gosto de identificar-me e conhecer a história, a geografia e os costumes de cada país que me dá a possibilidade de abrir as portas para o meu trabalho. O hino, trato de aprendê-lo. Não é fácil, mas temos de respeitar a bandeira que estamos defendendo", completou Rueda.

Aos 62 anos de idade, o treinador construiu uma carreira sólida como treinador na Colômbia e é considerado um dos principais responsáveis por alavancar toda uma geração de astros. Em 2003, ele dirigiu a seleção em sua melhor campanha no Mundial Sub-20 nos Emirados Árabes Unidos, com o terceiro lugar. Na sequência, ainda dirigiu o time principal e ajudou a lapidar talentos como o goleador Falcão García e o goleiro Ospina.

Nos trabalhos à frente dos clubes, ele também teve destaque no futebol colombiano. Entre 2015 e 2017, como treinador do Atlético Nacional, Rueda assumiu no lugar de Juan Carlos Osorio (que havia aceitado o convite para dirigir o São Paulo), e participou da conquista do título da Copa Libertadores de 2016. O rendimento fez com que ele recebesse uma proposta do Flamengo.

Em agosto de 2017, foi para o Rubro-Negro e ficou no clube até ser chamado pelos chilenos, no início de 2018. Com contrato até o fim das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Qatar, de 2022, ele foi alvo de pressão antes do início da Copa América. Mas não perdeu a confiança e conseguiu levantar o moral dos seus comandados na primeira fase do torneio.

Agora, na disputa de uma vaga na semifinal, tem a seu favor o fato de conhecer como poucos o adversário. Porém, as crias também sabem muito bem como o mentor gosta de montar os seus times. "O professor Reinaldo é um estrategista que estuda muito o futebol, é certo que ele observou muito a nossa equipe. As equipes dele gostam de colocar a bola no chão e costumam jogar um bom futebol", disse Mateus Uribe, que trabalhou com Rueda no Atlético Nacional.

FICHA TÉCNICA

COLÔMBIA x CHILE

Data: 28 de junho de 2019, sexta-feira
Horário: 20h (horário de Brasília)
Competição: Copa América (quartas de final)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Néstor Pitana (ARG)
Assistentes: Hernan Maidana e Juan Belatti (ambos da ARG)
VAR: Fernando Rapallini (ARG)

COLÔMBIA: Ospina; Medina (Arias), Davinson Sánchez, Mina e Tesillo; Barrios e Uribe; Cuadrado; James Rodríguez e Róger Martínez; Duván Zapata (Falcao). Técnico: Carlos Queiroz

CHILE: Arias; Isla, Gary Medel, Maripán e Beausejour; Pulgar, Aránguiz e Arturo Vidal; Fuenzalida, Vargas e Alexis Sánchez. Técnico: Reinaldo Rueda

Mais Esporte