Topo

Esporte


Uruguai bate Equador com atuação dominante e brilho da dupla Suárez-Cavani

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

16/06/2019 20h57

Um dos favoritos para a conquista da Copa América de 2019, o Uruguai estreou na competição continental neste domingo, no Mineirão, e não deu qualquer chance para o Equador, vencendo pelo placar de 4 a 0. Os gols foram marcados por Lodeiro, Cavani, Suárez e Mina (contra).

Com isso, os uruguaios estão muito perto de garantir a vaga na próxima fase do torneio, já que classificam todos os primeiros e segundo colocados de cada grupo, além dos dois melhores terceiros colocados. Com três pontos ganhos e 4 gols de saldo, a Celeste lidera o Grupo C e pode colocar o nome do país nas quartas de final já na próxima rodada.

Já o Equador terá que conseguir bons resultados diante do Chile e do Japão para tentar uma das vagas e evitar mais um desempenho fraco em competições continentais.

Na próxima rodada, a equipe do Uruguai enfrentará o Japão, dia 20, quinta-feira, às 20h, na Arena do Grêmio, em busca de novos três pontos, enquanto o time equatoriano duelará diante do Chile, dia 21, sexta-feira, às 20h, na Arena Fonte Nova.

VAR em ação

Aos 23 minutos do primeiro tempo, o lateral-direito Quintero disputou uma bola no ar com o meia Lodeiro, sendo marcada falta do defensor e mostrado o cartão amarelo pelo árbitro brasileiro. No entanto, Anderson Daronco foi alertado pelo VAR que o jogador equatoriano usou força desproporcional no lance e, com isso, foi aplicado o cartão vermelho, deixando o Equador com um jogador a menos por boa parte do jogo.

Quem foi melhor: Cavani

Douglas Magno / AFP
Imagem: Douglas Magno / AFP

Uma das referências da seleção uruguaia, Cavani fez uma partida impecável, chamando a marcação dos defensores equatorianos e fazendo um dos gols mais bonitos da história recente da competição. O jogador do Paris Saint-Germain acertou um lindo voleio, após a bola ser alçada dentro da área, e estufou as redes do goleiro Domínguez, decretando de vez a vitória do time celeste.

Quem foi pior: Quintero

A expulsão do lateral-direito Quintero acabou de vez com qualquer chance do time equatoriano igualar o jogo contra o forte time do Uruguai. Além de ser um lance bastante avulso, em uma situação em que não existia uma chance clara para os uruguaios, o cartão vermelho foi mostrado logo aos 23 minutos da etapa inicial.

Atuação do Uruguai

O time comandado por Óscar Tabárez começou muito bem, aproveitando a velocidade de Suárez e as investidas precisas de Cavani. Como a atenção da defesa do Equador era nos dois, alguns jogadores de trás conseguiam aparecer bem no ataque, como os meias Lodeiro e Nández.

Após a expulsão, os uruguaios conseguiram ditar o ritmo e não deram qualquer chance de reação para os equatorianos, que estavam mais preocupados em não tomar uma sonora goleada do que tentar alcançar a meta defendida pelo goleiro Muslera.

Atuação do Equador

A equipe equatoriana não começou bem o jogo, tendo muitas dificuldades de parar as velozes investidas do ataque adversário. Além disso, faltava criação no meio campo do time, que tentava explorar algum erro dos defensores uruguaios. Porém, a fraca estratégia ficou ainda menos eficiente após os 23 minutos do primeiro tempo, quando o lateral Quintero foi expulso.

Com isso, o time ficou mais preocupado em marcar o ataque uruguaio para evitar uma goleada - situação esta que não foi possível, já que Suárez e Cavani conseguiam abrir espaços para seus companheiros de equipe.

História do Jogo

A partida começou extremamente elétrica, com jogadas intensas nos dois lados do campo. Logo no primeiro minuto, o goleiro uruguaio Muslera quase viu o atacante equatoriano Enner Valencia ficar com a bola após erro da defesa e, pouco depois, o ataque azul-celeste ficou muito perto de abrir o placar após bela investida pela lateral.

Aos cinco minutos, saiu o gol do Uruguai após belo passe de Suárez e ótimo domínio do Lodero, que só precisou bater cruzado para marcar o primeiro tento da equipe celeste nesta edição da Copa América.

Após o gol e a expulsão do jogador equatoriano, o jogo foi dominado pelos uruguaios, principalmente com Cavani, que teve duas chances claras até marcar o seu, aos 32 minutos, em um lindo voleio. Pouco tempo depois, Suárez também deixou sua marca para levar a vantagem de 3 a 0 para os vestiários.

No segundo tempo, o jogo perdeu intensidade e o Equador se postou ainda mais na retranca, deixando de lado qualquer possibilidade de atacar e diminuindo as chances dos uruguaios, que apenas deixavam o tempo passar para garantir a primeira vitória no torneio. Ainda deu tempo de aumentar o placar após lambança do zagueiro Mina, que colocou a bola dentro da própria meta.

Situação inusitada

Enquanto aquecia, Arrascaeta foi vaiado por um grupo de torcedores que estavam no setor laranja inferior. Pouco tempo depois, os jogadores suplentes do Uruguai deixaram a região para aquecer em outra parte do campo. Vale lembrar que o jogador deixou o Cruzeiro recentemente para assinar com o Flamengo, além de sempre ser vaiado pelos torcedores do Atlético-MG nas vezes que defendeu o seu ex-time.

FICHA TÉCNICA
URUGUAI 4 X 0 EQUADOR

Copa América - 1ª rodada
Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Anderson Daronco (Brasil)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (Brasil) e Kleber Lucio Gil (Brasil)
VAR: Wilton Pereira Sampaio (Brasil)
Cartões amarelos: Lodeiro e Gímenez (Uruguai); Cartão vermelho: Quintero (Equador)
Público e renda: público pagante 13.611 e renda R$ 1.534.535,00
Gols: Lodeiro, aos 5 minutos, Cavani aos 32 minutos e Suárez aos 44 minutos do primeiro tempo; Mina (contra), aos 34 minutos do segundo tempo

Uruguai: Muslera; Cáceres, Giménez, Godin e Laxalt; Bentancur, Vecino (Valverde), Nández (Pereiro) e Lodeiro (Torreira); Luis Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

Equador: Alex Domínguez; Quintero, Mina, Achilier e Caicedo; Orejuela, Intriago, Antonio Valencia e Mena (Velasco); Enner Valencia e Preciado (Ibarra). Técnico: Hernán Gomez

Esporte