Topo

Vasco derrota o Ceará em São Januário e deixa a zona de rebaixamento

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

13/06/2019 21h12

O Vasco recebeu o Ceará na noite de hoje (13), em São Januário, e contou com com gol de Danilo Barcelos para vencer a segunda partida consecutiva, deixando a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe cruzmaltina chegou a nove pontos e atingiu a 16ª colocação, enquanto o Vozão permaneceu com 10 pontos, ocupando a 12ª posição.

Esta foi a última partida das duas equipes antes da paralisação para a Copa América. Na próxima rodada, o Vasco encara o Grêmio, fora de casa, enquanto o Ceará visita o Fluminense.

O melhor - Rossi

O ponta-direita do Vasco foi um dos mais ativos durante o jogo, construindo boas jogadas e levando perigo à defesa do Ceará. Teve contribuição também na marcação da saída de bola adversária.

O pior - João Lucas

O lateral-esquerdo do Ceará não conseguiu subir muito ao ataque e, pelo setor, o Vasco conseguiu criar algumas das chances mais claras de gol. Em algumas, o zagueiro Luiz Otávio apareceu bem.

Vaias ao "ex" Thiago Galhardo

THIAGO RIBEIRO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: THIAGO RIBEIRO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

O meia Thiago Galhardo voltou a São Januário depois de ter saído do Vasco de maneira nada amistosa - foi afastado pela diretoria e, posteriormente, rescindiu com o clube na Justiça, deixando o clube em abril. Um dos jogadores mais perigosos do setor ofensivo do Ceará, ele foi bastante vaiado pela torcida cruzmaltina e, em alguns momentos, "catimbou" a partida.

Tempos distintos

O Vasco fez um primeiro tempo em que se mostrou bastante seguro, conseguindo dominar e não levar sustos, mas errando bastante na hora da conclusão das jogadas. O ímpeto, porém, não foi mantido. No segundo tempo, o time deixou bastante espaço, vendo o Ceará quase chegar ao gol. A vitória veio em um lance de bola parada, que Danilo Barcelos, atento, soube aproveitar.

Visitante acanhado

O Ceará deu a impressão de "jogar para não perder". Na etapa inicial, não deu nem um chute sequer ao gol. Na volta do intervalo, até subiu a marcação e atrapalhou a saída de bola, chegando quase a abrir o placar, mas, ainda assim, foi um time tímido, que pouco conseguiu fazer.

Domínio e chances perdidas

Com o apoio da torcida, o Vasco partiu para cima e conseguiu boas tramas ofensivas, criando oportunidades nos primeiros minutos. Porém, quando não pecava no último passe, errava na finalização. Marrony e Tiago Reis chegaram perto de balançar as redes, mas falharam. Enquanto isso, o Ceará apostava nas saídas em velocidade, principalmente nos avanços pela esquerda, mas não conseguiu furar a marcação adversária.

No primeiro tempo, foram nove finalizações da equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo, contra nenhuma dos comandados de Enderson.

Outro panorama

No segundo tempo, o Ceará adiantou a marcação e dificultou a saída de bola cruzmaltina, enquanto a equipe da casa se mostrava mais lenta. Desta forma, os vascaínos procuraram ficar mais tempo com a bola, até porque a recomposição já não era mais a mesma, e o time deixava lacunas.

A equipe alvinegra, por sua vez, buscava aproveitar os espaços. Apesar de chegar ao ataque com mais facilidade, o time visitante ainda se equivocava. O cenário mudou um pouco com a entrada de Matheus Gonçalves, que foi bem, mas também sem muito sucesso.

"Amigo da onça"

Quando o jogo ainda estava 0 a 0, o Ceará quase abriu o placar, mas foi impedido por um jogador do próprio time. Romário, dentro da área, rolou para Ricardinho. O volante chutou sem marcação, mas a bola explodiu em Romário e foi para fora.

Bola parada, gol, VAR e comemoração

Se com a bola rolando as chances não estava se concretizando em gol, foi na bola parada que a torcida celebrou. Após cobrança de escanteio, a bola desviou, pegou na trave, e Danilo Barcelos, sem marcação, aproveitou o rebote e cabeceou para o fundo da rede. O árbitro chegou a colocar a mão no ouvido para a consulta ao VAR, mas o gol foi confirmado, fazendo São Januário explodir de alegria.

Maior público do ano na Colina

A partida desta noite teve o maior público em São Januário desde o começo do ano. A torcida cruzmaltina esgotou, de forma antecipada, os ingressos para arquibancada e Área Vip. No total, 19.587 pessoas foram ao estádio.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 0 CEARÁ

Data: 13 de junho de 2019, quinta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Competição: Campeonato Brasileiro
Público e renda: 18.562 pagantes e 19.587 presentes / R$ 444.904,00
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
VAR: José Claudio Rocha Filho (SP)
Cartões amarelos: Fabinho e Luiz Otavio (CEA)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Danilo Barcelos, 34 minutos do segundo tempo (VAS)

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Henríquez, Ricardo Graça e Danilo Barcelos; Raul, Andrey (Jairinho) e Marcos Junior; Rossi, Marrony (Lucas Mineiro) e Tiago Reis (Valdívia)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CEARÁ: Diogo Silva, Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho, Ricardinho, Fernando Sobral e Thiago Galhardo (Felipe Baxola); Leandro Carvalho (Matheus Gonçalves) e Bergson (Romário)
Técnico: Enderson Moreira